Caminhoneiros articulam paralisação via WhatsApp

Quase dois mil trabalhadores fazem parte de grupos que discutem protestos, segundo informações da Folha de SP

Novos protestos podem ocorrer no dia 22 | Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) divulgada na quinta-feira, 18, desagradou caminhoneiros, que discutem paralisação na segunda-feira, 22. A tabela divulgada pela ANTT define preços mínimos do frete rodoviário, com valores abaixo do esperado. A tabela de preço mínimo do frete só será revisada no início de 2020

Segundo informações da Folha de SP, administradores de 15 grupos do WhatsApp que contam com mais de dois mil caminhoneiros negam ser articuladores do movimento. O movimento, sem representantes definidos, não é unânime no anseio pela paralisação. Tarcísio de Freitas, ministro de Infraestrutura, se reunirá com representantes de caminhoneiros na semana que vem. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.