Câmara de São Simão vota pela cassação de mandato do prefeito acusado de pedofilia

Francisco de Assis Peixoto (PSDB), foi denunciado pelos crimes de importunação sexual e tentativa de adquirir e distribuir pornografia infantil

Prefeito de São Simão, Assis Peixoto | Foto: Reprodução/Facebook

Por 9 votos a favor e 2 contra, a Câmara de Vereadores de São Simão votou pela cassação do mandato do prefeito da cidade, Francisco de Assis Peixoto (PSDB). Ele foi denunciado pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) pelos crimes de importunação sexual e tentativa de adquirir e distribuir pornografia infantil.

Os 11 vereadores da cidade compareceram para a sessão, que aconteceu ao fim da tarde de segunda-feira (25). A Câmara deve publicar a decisão e o vice, Fábio Capanema (PSDB), que já atua de forma interina no cargo, deve assumir a prefeitura de forma definitiva.

A defesa do prefeito na esfera criminal disse em outras ocasiões, que ele se declara inocente das acusações de crimes sexuais.

O político foi preso em 28 de julho e o vice assumiu o cargo interinamente em 10 de agosto. No dia 2 de setembro seguinte, a defesa conseguiu que o prefeito pudesse responder em liberdade, respeitando as condições apresentadas pela Justiça.

Relembre as denúncias

A denúncia do Ministério Público é com relação a duas vítimas, mas como o processo corre em segredo de Justiça, as identidades delas não foram reveladas. Outras cinco pessoas prestaram depoimento, mas os crimes já tinham prescritos e, por isso, o prefeito não pode responder por eles.

Entre as pessoas que o denunciaram está a da mãe de um adolescente de 15 anos, que preferiu não se identificar, e contou que o prefeito fez várias videochamadas com o filho e, em uma delas, mostrou as partes íntimas.

Outro caso, foi o do jornalista Luís Manuel Lima de Araújo, de 30 anos, que denunciou que foi abusado pelo prefeito quando criança. No entanto, o caso dele já foi prescrito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.