Câmara de Goiânia aprova projeto que incentiva empresas na construção de ciclovias

Proposta visa a ampliação da malha cicloviária e o incentivo ao fluxo de veículos não poluentes na capital

Para incentivar empresas privadas a construir e manter ciclovias, a Câmara Municipal de Goiânia aprovou, nesta quinta-feira (26), uma proposta que cria o Programa Abrace uma Ciclovia. O texto foi aprovado em definitivo e segue para sanção do prefeito Rogério Cruz (Republicanos).

O autor do projeto, vereador Romário Policarpo (Patriota), presidente da Câmara, afirmou na justificativa que há “um déficit da malha cicloviária de Goiânia, bem como problemas de manutenção das ciclovias e ciclofaixas existentes” e que “a Administração Municipal não consegue investir todo o necessário, isso não pode ser obstáculo para que haja um incremento das ciclovias municipais”.

Segundo a Prefeitura de Goiânia, a capital tem 100 quilômetros de ciclovias. A proposta de Policarpo visa permitir que os novos recursos disponíveis para o programa de ciclofaixas sejam concentrados na ampliação da malha. 

De acordo com o projeto, as empresas poderão “financiar a construção de novas ciclovias e ciclofaixas ou custear a manutenção permanente daquelas já existentes”, além de implantar estações de apoio técnico aos ciclistas, como bicicletários ou espaços de reparos das bicicletas.  Em contrapartida, serão permitidas, além de afixar publicidade nos espaços disponíveis ao longo do trajeto, explorar publicitariamente em veículos de comunicação a iniciativa.

“As ciclovias fazem parte da realidade nacional hoje no quesito mobilidade, mas Goiânia ainda carece de diversas ciclovias para facilitar hoje o trânsito e, obviamente, também para descongestionar essa quantidade enorme de veículos automotores que a gente tem”, ressalta Policarpo. “A ideia é que a gente possa, também, num curto espaço de tempo com esse novo projeto de lei, aumentar esse fluxo [de veículos não poluentes], através das ciclovias, destravando um pouco o trânsito da cidade”, conclui Policarpo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.