Câmara aprova cabeamento subterrâneo de energia em Goiânia

Empresas de distribuição de energia elétrica terão 20 anos para implementar mudanças 

Vereador Elias Vaz (PSB), autor do projeto | Foto: Eduardo Nogueira

A Câmara Municipal aprovou por unanimidade, em segunda e última votação, projeto que obriga o município a instalar cabeamento subterrâneo de linhas de transmissão de energia acima de 69 quilovolts, as chamadas redes de alta tensão. O projeto de lei, de autoria do vereador Elias Vaz (PSB), segue para a sanção do prefeito.

A proposta estabelece prazo de 20 anos para que as concessionárias de transmissão e distribuição de energia elétrica façam a substituição, mas exige a troca anual de pelo menos 5% dos cabos, com previsão de multa em caso de descumprimento.

“É um tipo de investimento que é mais caro no início, mas que traz benefícios a longo prazo. A cidade terá menos problemas com rompimentos de cabos, falta de energia e acidentes, sem contar a questão da poluição visual”, defende Elias. A previsão é de que sejam plantadas árvores no lugar dos postes removidos após a retirada do cabeamento aéreo.

A lei deve contemplar inclusive os projetos que ainda não estejam totalmente implantados. “Seja por não ter sido iniciada a implantação, interrupção por falta licença ou pendência no cumprimento de preceitos legais. Queremos também auxiliar na adequação dos projetos que encontram dificuldades no cumprimento de todas as exigências legais”, explica.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.