Cairo Salim pede mais prazo na mudança da idade de veículos de transporte por aplicativo

“Estamos com 13 milhões de desempregados no País e não é possível que a prefeitura proíba esses motoristas de trabalharem”

Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O deputado Cairo Salim (Pros) usou o momento de apresentação de matérias, na Assembleia, para pedir sensibilidade ao prefeito Iris Rezende (MDB) e dos vereadores da capital em assunto que diz respeito aos motoristas de aplicativo. O parlamentar criticou a Lei que proíbe a utilização de carros com mais de oito anos de uso por esses condutores e pediu mais tempo para eles se adequarem. 

“Sei que estamos no parlamento estadual, mas eu tive quase 11 mil votos em Goiânia e tenho compromisso com esses trabalhadores. Nós estamos com 13 milhões de desempregados no País e não é possível que a prefeitura proíba esses motoristas de trabalharem, porque seus carros têm oito anos de uso”.

Salim pediu uma ampliação do prazo, pois “comprar um carro não é rápido. Precisa de tempo e planejamento. E não podemos jogar esse povo no número alarmante de desempregados, no nosso Estado”.

Regulamentação

Foi regulamentado, em Goiânia e Aparecida, a idade máxima que os veículos de transporte individual privado por aplicativo podem ter para circular. Conforme especificação, os automóveis não poderão ter mais de oito anos de fabricação para a prestação de serviço.

A informação foi dada aos motoristas por mensagem, via aplicativo, no mês passado. “Carros com fabricação igual ou anterior a 2010 utilizados para dirigir com a Uber vão deixar de receber chamadas a partir do dia 1º de agosto, conforme prazo recentemente estabelecido pela Prefeitura”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.