A expectativa é que o Bolsa Estudo contemple cerca de 218 mil estudantes ainda no ano de 2021, que terá o Gabinete de Políticas Sociais como parceiro no monitoramento e na articulação institucional

Com o objetivo de incentivar a aprendizagem e a permanência dos alunos em sala de aula, o governador Ronaldo Caiado enviou, nesta quarta-feira, 03, para a Assembleia Legislativa o projeto de lei que institui o Programa Bolsa Estudo. O auxílio será vinculado à Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e consiste na transferência mensal de R$ 100 a todos os alunos do Ensino Médio da rede pública estadual de ensino.

Serão beneficiários do programa todos os estudantes da última fase de aprendizagem do Estado de Goiás, nos anos de 2021, 2022 e 2023. A bolsa será paga exclusivamente nos meses de fevereiro a junho, e de agosto a dezembro.

A expectativa é que o Bolsa Estudo contemple cerca de 218 mil estudantes ainda no ano de 2021, que terá o Gabinete de Políticas Sociais como parceiro no monitoramento e na articulação institucional.

O Governo de Goiás prevê que o impacto orçamentário e financeiro estimado da proposta será de R$ 21,8 milhões para o exercício de 2021. Já para os anos de 2022 e 2023, o impacto será de R$ 233,2 milhões e R$ 248,6 milhões, respectivamente.