Caiado anuncia retomada de obras do Hospital Estadual de Águas Lindas de Goiás

As obras devem retornar em setembro e a inauguração está prevista para 2022

O governador Ronaldo Caiado afirmou, nessa segunda-feira,12, durante o evento de lançamento do serviço de recuperação da GO-547, que as obras do Hospital Estadual Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal (DF), serão retomadas em setembro. A construção da unidade hospitalar foi iniciada pela prefeitura, em 2007, repassada ao Estado, em 2013, e paralisada, em 2018, na gestão passada.

Durante o anúncio, o governador ressaltou que “fizeram de tudo para não concluir este hospital. Não é falta de verba. Ela está depositada. Deputados federais e senadores também ajudaram. É toda a burocracia que tentaram arrumar e dificultar. Mas vamos fazer isso aqui. No ano que vem, vamos entregar”. Se realmente entregue, esse será o terceiro hospital no Entorno do Distrito Federal feito sob gestão estadual.

Após vários anos com as obras paradas, nesse ano de 2021, a responsabilidade pela construção do Hospital Estadual de Águas Lindas de Goiás foi entregue pelo governo à Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra). No projeto inicial, a área construída prevista era de 11.484,82 metros quadrados, mas após os trabalhos de atualização da Goinfra, foram acrescentados mais 4.429,55 metros quadrados ao local. Com isso, a unidade passará a ter 15.914,37 metros quadrados e os investimentos na unidade hospitalar somam R$ 120 milhões por ano.

O Hospital Estadual de Águas Lindas de Goiás contará com Banco de Leite Humano; Banco de Sangue e Agência Transfusional; Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal com 10 leitos; cinco berços na unidade hospitalar voltada para cuidados e atendimentos de recém-nascidos considerados de médio risco (UCINCo) e três leitos no espaço destinado ao acolhimento humanizado às mães e familiares dos bebês prematuros (UCINCa).

Ainda terá UTI Pediátrica, com 10 leitos; UTI Adulta (20 leitos); Unidade de Pronto Atendimento (32 leitos); 84 leitos de internação em dois blocos; ambulatório com 22 consultórios; Unidade de Imagenologia; Unidade de Hemodinâmica; centro cirúrgico com oito salas; três salas no Centro Obstetrício, com acessos independentes, além de bloco de vestiários e áreas de descanso para funcionários e equipes terceirizadas, e uma Central de Segurança e Monitoramento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.