Caiado anuncia R$ 300 MI de crédito para a moda goiana

Evento será realizado em agosto com o objetivo de alavancar o potencial goiano para o Brasil

Na terça-feira, 3, durante o lançamento da Semana da Moda Goiana, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil), anunciou R$ 300 milhões para linhas de crédito exclusivas ao setor e assinou protocolo de intenção, junto ao Sebrae, para a execução do projeto de pesquisa da Cadeia da Moda em Goiás. Hoje, a capital goiana, possui um dos maiores polos da área no país, situado na região da Rua 44, próximo a Rodoviária de Goiânia.

De acordo com o governador, o objetivo para os próximos meses é o de impulsionar a economia, depois de ter enfrentado a pandemia da Covid-19 e a crise fiscal com a qual recebeu o governo em 2019. “Cabe a mim, mais do que nunca, respaldar as ações que promovam aquilo que é fundamental neste momento. A preocupação é recuperar o setor produtivo e gerar emprego em Goiás”, afirmou o governador. “A moda em Goiás é algo que precisa decolar”, completou.

A semana da moda em Goiás será chamada de Amarê Fashion e prevê uma programação extensa, distribuída em desfiles, exposições, rodadas de negócios, arte, gastronomia, música e entretenimento. O objetivo consta em fortalecer os pequenos negócios de moda e lançar o Estado como um importante polo no País. A iniciativa tem realização do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Goiás), Serviço Social do Comércio (Sesc), Sistema Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio GO) e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), em parceria com o Governo de Goiás.

Para que a proposta crie corpo, Caiado anunciou aumento no valor destinado às linhas de crédito do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), exclusivas ao segmento, que passaram a R$ 300 milhões, sendo o triplo do ano anterior. Com o anúncio, os recursos destinados ao setor têxtil goiano alcançaram R$ 344,5 milhões. Entre as ações governamentais, estão cursos gratuitos por meio dos Colégios Tecnológicos (Cotecs), com aplicação de R$ 30 milhões em verbas do Tesouro Estadual. Outro investimento da gestão é a aquisição de dez máquinas de corte a laser que alcançaram o montante de R$ 14,5 milhões. Além disso, a gestão tem projetos direcionados ao apoio das cadeias produtivas de moda em diversas regiões, por meio do Programa Arranjos Produtivos Locais do Estado de Goiás (APL Goiano).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.