Caiado anuncia novo repasse ao São Cottolengo e auditoria para descobrir paradeiro de verba federal

Hospital completa, nesta segunda-feira, 11, 68 anos e chegou a fechar as portas na última semana por falta de recursos

Foto: Reprodução

O governador Ronaldo Caiado (DEM) participou nesta segunda-feira, 11, das comemorações pelos 68 anos da Vila São Cottolengo e inauguração do Núcleo Integrado de Convivência, construído com recursos destinados por Caiado à epóca que era senador. No evento, o governador confirmou que um próximo repasse federal deve chegar ainda esta semana ao hospital.

“O governo anterior não repassou durante sete meses a verba para a unidade, por isso pedi que fosse instalada uma auditoria na Secretaria da Saúde. Sequer os repasses federais, verbas vinculadas, a Vila São Cottolengo recebeu. Não sabemos onde essa verba que pode chegar à R$ 5 milhões está”, explicou Caiado.

O governador informou também que já realizou um repasse de R$ 2 milhões (verba federal) e que tão logo receba um novo repasse será enviado rapidamente à Vila. “Assim que chegar aos cofres do Estado será repassado imediatamente”, pontuou.

Sobre os repasses estaduais Caiado explicou que, “tão logo tenhamos caixa iremos fazer os repasses que o Estado está devendo. Sobre os novos repasses, o governador se comprometeu a manter o pagamento das parcelas relativas ao governo estadual com rigor. No entanto, o governador pediu a participação da sociedade na manutenção do local.

“Precisamos de uma maior participação da sociedade. A Vila São Cottolengo é um local que serve a Goiás e a outros estados com um tratamento reconhecido nacionalmente. Precisamos de campanhas para que a sociedade possa se engajar neste trabalho”, disse.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Amanda Salomé Batista

Pense e toma atitude qto aos comissionados do Tce, senhor governador. Vc disse dias atrás q iria demiti -los . Onde esta a sua palavra firme, o seu compromisso?aguardamos ansiosos esse momento q é legitimo.

Áurea Vieira Silva

Realmente essa atitude de demitir TODOS os comissionados do Tce faz sentido: foi compromisso de campanha, salários super altos, enquanto nos do Detran com salários pequenos. A ociosidade no Tce é notório.tem q resolver essa situação calamitosa q la se encontra. Tem q ter justiça. Sou concursado, meu salario e 2.050,00. Enquanto no Tce qquer comissionado ganha + de 4.000,00. Intolerável