Cai o 1º ministro de Israel, Benjamin Netanyahu; substituto é da extrema-direita

Após 12 anos no comando, ele perde lugar para Naftali Bennett, do partido Yamina. No entanto, o Yesh Atid, partido de centro, pode vetar decisões de governo

Benjamin Netanyahu não é mais o primeiro-ministro de Israel. No domingo, os oponentes de Netanyahu no Knesset, o Parlamento do país, votaram para substituí-lo por uma coalizão de “mudança”: um grupo de diversos partidos de todo o espectro político israelense unidos apenas por seu interesse em expulsar Netanyahu.

Netanyahu diz que Bennett não será capaz de resistir à pressão dos EUA por  acordo nuclear - Sputnik Brasil

Naftali Bennett (esquerda) toma a cadeira de Netanyahu, de quem já foi aliado | Foto: Divulgação

O novo premiê de Israel é Naftali Bennett, do partido de extrema direita Yamina – no entanto, Yair Lapid, do partido Yesh Atid, de centro, tem direito de veto sobre as decisões. 

Bibi, como é conhecido, se tornou o primeiro-ministro há mais tempo no poder, tendo mantido o cargo continuamente desde 2009. Agora, finalmente, o reinado de “Rei Bibi” – um apelido ganho por sua longevidade no cargo e suas inclinações autoritárias – chegou ao fim.

Sua queda de Netanyahu é, também, o resultado da própria arrogância. Nos últimos 12 anos, Netanyahu dominou a política israelense, implementando com sucesso uma série de políticas de direita, como fortalecer a presença de Israel na Cisjordânia, mas também consolidou uma quantidade perigosa de poder em suas próprias mãos.

Ele está atualmente sendo julgado por acusações de corrupção decorrentes, entre outras coisas, de sua tentativa de comprar meios de comunicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.