Cade recomenda condenação de Júnior Friboi por formação de cartel

Denúncia contra empresário goiano e irmão mais velho dos irmãos Joesley e Wesley Batista está no conselho desde 2006

Júnior Friboi | Foto: Fernando Leite

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) recomendou ao tribunal do órgão antitruste a condenação de José Batista Júnior, conhecido como Júnior Friboi, e do frigorífico Independência em processo administrativo sobre formação de cartel no mercado nacional de compra de gado para abate.

O parecer foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (15/9). Na nota técnica, o Cade afirma que Friboi “coordenou um cartel de compra de carne de gado bovino para abate, com fixação de preços e divisão de mercados, nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e São Paulo, com a participação do frigorífico Independência”.

Além disso, o órgão recomendou o envio da nota técnica à Procuradoria da República em Mato Grosso e à Superintendência Regional da Polícia Federal em Mato Grosso para que examinem a possibilidade de reabertura de inquérito “considerando as evidências demonstradas”. O caso está no Cade desde 2006, quando foi apresentada denúncia dos frigoríficos Araputanga e Frigoara.

O empresário goiano é o irmão mais velho de Joesley e Wesley Batista, atualmente presos por envolvimento e investigados em diversas operações da Polícia Federal.

Deixe um comentário