Brasileira, mãe de gêmeos, é assassinada na Argentina

O paulista Fernando Alves Ferreira é o assassino confesso de Eduarda Santos de Almeida

Eduarda Santos de Almeida, de 27 anos: assassinada em Bariloche | Foto: Facebook

A brasileira Eduarda Santos de Almeida, de 27 anos, foi assassinada pelo companheiro Fernando Alves Ferreira, de 26 anos, na região turística de Circuito Chico, em Bariloche, na Argentina, na quarta-feira, 16. Numa audiência na sexta-feira, 18, o homem disse: “Me declaro culpado pela morte de Eduarda Santos”. Ele é apontado como uma pessoa fria e calculista.

Fernando Ferreira, com a prisão preventiva decretada pelo juiz Sergio Pichetto, cometeu, segundo a polícia e a Justiça, feminicídio. Segundo registro de “O Globo”, “a relação dos dois era marcada pela violência de gênero e abusos psicológicos e econômicos”.

Fernando Alves Ferreira: assassino confesso de Eduarda Santos | Foto: Facundo Pardo

Os filhos gêmeos estão registrados no nome de Fernando Ferreira e de outro homem, com o qual o jovem havia sido casado. Seu ex-marido morreu recentemente. “A família do meu falecido marido mora com eles” (filhos), diz Fernando Ferreira. O ex-marido teria morrido de causas naturais. Mas a polícia está reavaliando o caso, pois surgiu uma informação de que poderia ter sido assassinado. A história saiu no jornal “El Cordillerano”. A fonte é Wallace Santos, um irmão de Eduarda Santos. “Mi hermana me dijo que Fernando asesinó a Marcelo” (tradução do Jornal Opção: “Minha irmã me disse que Fernando assassinou Marcelo”).

Trecho de reportagem do jornal El Cordillerano | Foto: Reprodução

Eduarda Santos e Fernando Ferreira moravam numa casa da Rua Beethoven. Ele estacionou o carro, nas proximidades do Lago Escondido, e, quando saíram do automóvel, Fernando Ferreira começou a atirar (deu vários tiros com uma arma calibre 357). “O Globo” informa que “seis projéteis atingiram o corpo da vítima, que teria morrido minutos depois. A autópsia aponta que ela tentou se proteger dos disparos e fugir, dando as costas ao atirador”.

A família de Eduarda Santos está tentando trazer o corpo para o Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.