Bombeiros confirmam morte de pai e filha de 2 anos no desabamento no Rio

Imóvel que desabou em Rio das Pedras, na madrugada desta quinta-feira, 3, era irregular. De acordo com a prefeitura do Rio, a equipe da SMH está no local para prestar o atendimento necessário às famílias

Um homem identificado como Natan de Souza Gomes, de 30 anos, foi encontrado morto pelos bombeiros entre os escombros do prédio de quatro andares que desabou na madrugada desta quinta-feira, 03, na comunidade de Rio das Pedras, na Zona Oeste do Rio. Ele é pai de Maitê, de apenas 2 anos, a primeira vítima que também foi encontrada sem vida embaixo do concreto. O corpo de Natan foi removido pela Defesa Civil às 12h34 e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), no Centro do Rio.

Natan de Souza Gomes morava com a mulher e a filha em um dos andares do imóvel, e foi soterrado. Ele estava no quarto, embaixo de uma cama. A mulher de Natan e mãe de Maitê, Kiara Abreu, de 26 anos, foi resgatada após seis horas soterrada, por volta das 9h20. Ela sofreu traumas nos membros inferiores e foi internada no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, Zona Sul do Rio, onde passa por exames.

O Corpo de Bombeiros trabalhou durante nove horas para encontrar Natan. Agentes utilizaram cães farejadores para localizá-lo e alicates mecânicos para remover os entulhos. A Secretaria Municipal de Infraestrutura afirmou que o prédio não era regular. A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar as causas e possíveis responsabilidades do acidente.

Atendimento
A Secretaria Municipal de Saúde informou que quatro vítimas do desabamento deram entrada em hospitais da rede municipal. Entre as três pessoas que foram levadas para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, duas delas já tiveram alta.

Uma mulher de 28 anos permanece sob cuidados na unidade, com quadro estável. Já a mulher resgatada dos escombros e levada para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, zona sul da cidade, passa por avaliação e exames na unidade.

A Secretaria Municipal de Habitação (SMH) informou que o imóvel que desabou em Rio das Pedras, na madrugada desta quinta-feira, era irregular. De acordo com a prefeitura do Rio, a equipe da SMH está no local para prestar o atendimento necessário às famílias.

Polícia Civil
O inquérito para apurar as circunstâncias do desabamento do prédio na comunidade Rio das Pedras que foi instaurado pela 32ª DP (Taquara) foi transferido para a 16ª DP, que é a delegacia responsável pela área onde se localiza a comunidade. Equipes da Polícia Civil estão no local para identificar testemunhas e vítimas. A perícia será realizada no local assim que os bombeiros terminarem o trabalho.

Conforme a prefeitura, técnicos da Defesa Civil Municipal avaliam os danos que foram causados em outras quatro edificações, uma à direita e três à frente do imóvel que desabou e se serão necessárias outras interdições. A Defesa Civil faz a avaliação da estrutura dos prédios atingidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.