Bolsonaro diz que usou auxílio-moradia para “comer gente”

Ao jornal “Folha de São Paulo”, deputado saiu em defesa do uso da verba extra, dizendo que receber a quantia tendo um imóvel é um direito

O deputado federal e pré-candidato a presidente Jair Bolsonaro declarou nesta semana, em entrevista ao jornal “Folha de São Paulo”, que usou o auxílio-moradia de R$ 4.253 — pago aos parlamentares além dos R$ 33.763 de salário — para “comer gente”.

“Como eu estava solteiro naquela época, esse dinheiro de auxílio-moradia eu usava para comer gente”, declarou o parlamentar. A entrevista ocorrreu na frente da casa de Bolsonaro em Angra dos Reis, onde ele foi pego de surpresa por jornalistas da “Folha”.

Durante o encontro, ele foi questionado por uma repórter se teria usado a verba do auxílio para financiar um de seus apartamentos. Insatisfeito, ele rebateu a profissional com a fala transcrita acima.

“Tá satisfeita agora ou não?”, completou, dizendo que aquela era a resposta que a repórter merecia e questionando se ela queria que ele prestasse “continha”.

O deputado ainda reforçou o uso da verba extra e disse que receber a quantia tendo um imóvel é um direito, já que não há disposição em contrário.

O parlamentar pelo PSC está entre os congressistas que recebem o auxílio-moradia em espécie, sem precisar apresentar recibos. Por isso, é descontado o imposto de renda do recurso.

Ele também contou aos repórteres que pretende vender seu apartamento em Brasília para usar um apartamento da Câmara dos Deputados e, com isso, deixar de usar o auxílio. “Inclusive tem mais ou menos 60 m² o meu apartamento e vou passar para um de 200 m². Espero que pegue com hidromassagem, ok? Eu vou morar numa mansão, não vou pagar segurança, não vou pagar IPTU, no meu eu pago”, disse.

3 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

joao paulo

Perseguição ao Bolsonaro. Motivo: Não é corrupto e esta em primeiro nas pesquisas, e jornais bancados pelo governo vão perder a boquinha com noticias idiotas.

João Cordeiro

Caro, assista a entrevista de Marco Antônio Villa ao pré candidato Bolsonaro, onde ele se enrola todo, e não convence, tentado explicar a origem de 200 mil vindos da JBS.
Certamente o senhor mudará de ideia.

Amanda Torres

Não vai mudar de ideia, não. Esses seguidores do Bolsonaro são um bando de retardados, iguais aos do Lula. Isso é tipo religião ou torcida de time de futebol. Não existe razão, o que é lastimável, porque na política usar a razão e não a emoção é essencial.

santos

Bolsonaro tem que parar de receber esses jornalzinho de meia tigela. A intenção deles já é objetiva; denegrir a imagem do futuro candidato.

santos

Pensar que quase fui assinante desse jornal. Quando percebi que era de esquerda desisti. Ainda bem.