Bolsonaro admite em live não poder provar que sistema eleitoral é fraudável

Presidente mostrou vídeos conspiracionistas da internet para afirmar que há indícios de fraude no sistema eleitoral, mas não conseguiu apresentar nenhuma prova concreta

Em mais uma de suas lives realizadas no Palácio da Alvorada, nesta noite de quinta-feira, 29, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se empenhou em tentar apresentar alguma prova de que o sistema eleitoral brasileiro sofre fraudes. Contudo, em determinado momento da transmissão, ele mesmo admitiu que não tinha provas concretas, afirmando que “não tem como se comprovar que as eleições não foram ou foram fraudadas, são indícios”.

Durante a live, que teve início às 19 horas, o presidente mostrou vídeos veiculados na internet que discutem uma tese, bastante espalhada entre grupos bolsonaristas, segundo a qual seria possível fraudar o código-fonte para computar o voto de um candidato para o outro. Conteúdos desse tipo já foram desmentidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e por reportagens jornalísticas que averiguaram e verificaram que não é possível fraudar tal código.

Após apresentar diversos conteúdos já desmentidos, Bolsonaro propôs um desafio: “Será que esse modo de fazer eleições é seguro, é blindado? Os que me acusam de não apresentar provas, eu devolvo a acusação: me apresente provas [de que] não é fraudável.”

A live pode ter tido um objetivo não explicitamente divulgado: estimular um maior comparecimento às ruas da militância bolsonarista, em atos marcados para todo o País no próximo domingo, 1º.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.