Bebês recebem registro biométrico em Goiânia

Projeto do Governo do Estado tem objetivo de dar mais segurança à identificação dos bebês, reduzir troca ou roubos de crianças e facilitar planejamento quanto às políticas públicas de segurança públicas e desenvolvimento social

Helena Rodrigues Carneiro Sousa, nascida em 24 de junho, foi a segunda a participar do projeto “Bebê Ipasgo” | Foto: Reprodução

Idealizado em 2019, o Programa Goiás de Resultados, do Governo de Goiás, já começou a ser implantado em maternidades de Goiânia. O piloto foi iniciado entre usuários do Instituto de Assistência do Servidores do Estado de Goiás (Ipasgo). Bebês que nasceram desde o início de junho no Hospital da Mulher foram inseridos no plano de assistência.


A tecnologia captura a biometria do bebê com resolução de três vezes maior que os leitores habituais do mercado. Os dados são transferidos para a Gerência de Identificação que prepara a identidade da criança. Com isso, a identificação dos recém-nascidos fica mais segura, reduzindo risco de trocas de bebês ou roubos.


O projeto “Bebê Ipasgo”, com base na biometria neonatal e identificação dos bebês tem a meta de ampliar a capacidade do governo no planejamento de políticas públicas de segurança pública e desenvolvimento social.


No Ipasgo, a bebê Helena Rodrigues Carneiro Sousa, nascida em 24 de junho, foi a segunda bebê a participar do projeto e já deixou a maternidade com sua certidão de nascimento. Silvana da Silva, mãe da criança, recebeu o cartão do plano de saúde da filha pelos Correios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.