Banco do Brasil promete liberar R$ 50 milhões para obras de pavimentação em Aparecida

Projeto tramita atualmente no Ministério da Integração Nacional e, superintendente estadual disse que aguarda apenas aval do Governo Federal

Reunião também teve a presença do ex-prefeito Maguito Vilela (PMDB) e de secretários municipais | Foto: Divulgação

O novo superintendente estadual do Banco do Brasil (BB), Marco Antônio Sanches esteve reunido, na manhã desta segunda-feira (4/9), com o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (PMDB), e garantiu que aguarda apenas o aval do Governo Federal para liberar R$ 50 milhões para obras na cidade. Com a verba, o prefeito pretende asfaltar diversas ruas em diferentes bairros da cidade.

Segundo Marco Antônio, que estava acompanhado do gerente geral do BB, Rui Barbosa Mesquita, e do gerente de relacionamento, Paulo Roberto Reis Rabelo, disse que vai se empenhar ao máximo para cumprir rapidamente as etapas administrativas para liberação do dinheiro. O ex-prefeito Maguito Vilela (PMDB) também esteve presente.

Este projeto de pavimentação, segundo a secretária de Projetos e Captação de Recursos, Valéria Pettersen, tramita no Ministério da Integração Nacional e, para viabilizá-lo, o prefeito já esteve em duas audiências, uma com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB), e outra com o senador Romero Jucá (PMDB).

Além do tema da pavimentação, o superintendente também prometeu disponibilizar linhas de crédito e abrir um canal de conversa para ouvir críticas e sugestões especialmente em relação às agências do Banco do Brasil na cidade. Marco Antônio também elogiou a gestão de Gustavo: “Quando o gestor trabalha de forma transparente e entrega resultados, a sociedade percebe isso. E é o que vem acontecendo em Aparecida.”

Também estiveram presentes o vice-prefeito e secretário de Governo Veter Martins, o secretário da Casa Civil, Afonso Boaventura, de Administração Jório Rios, de Desenvolvimento Urbano, Max Menezes, de Desenvolvimento Econômico, Ozair José da Articulação Política, Ricardo Teixeira.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.