Bancada do MDB da Câmara de Goiânia manifesta apoio à união com Caiado

Seis vereadores da sigla se reuniram com diretório para defender aliança com democratas. Próximo passo de emedebista será ouvir outros quadros do partido

Ronaldo Caiado, governador de Goiás, e Daniel Vilela, presidente do MDB: novos rumos para a política do Estado | Foto: Reprodução

Os vereadores do MDB na Câmara Municipal de Goiânia receberam, na manhã desta terça-feira (24), o presidente da sigla, Daniel Vilela, para decidir sobre o apoio à aliança com os democratas. Com unanimidade, os representantes do legislativo municipal aprovaram a união com o governador Ronaldo Caiado (DEM), que convidou os emedebistas a compor sua chapa majoritária em 2022.

O vereador Henrique Alves avaliou a reunião como positiva. Na ocasião, os representantes do legislativo municipal entregaram uma carta de apoio ao diretório do partido. “Os vereadores se posicionaram, de forma unânime, favorável a essa aliança por conta de tudo o que foi discutido. Agora, vamos aguardar. O MDB, através de seu presidente, ouvirá todos os quadros do partido para que a posição seja de maioria dentro do MDB”, pontuou o emedebista.

Para os vereadores, a união com Caiado trará bons frutos para a capital. “A finalidade (da reunião) foi analisar a conjuntura política no estado de Goiás e em Goiânia”, justificou o apoio Henrique Alves.

A reunião contou, ainda, com a presença do presidente metropolitano do partido, Carlos Júnior, que também assinou a carta de apoio. O integrante da sigla é auxiliar na prefeitura de Aparecida de Goiânia, comandada por Gustavo Mendanha. O prefeito defende lançamento de candidatura própria para governador, portanto, é contra a aliança com o DEM.

Cada vez mais distante da disputa ao executivo estadual, Mendanha tenderá a seguir o que for definido pelo partido. Os vereadores da sigla defendem a democracia no MDB. “É legítimo, por parte do Mendanha, o pleito em relação a essa possibilidade. Mas, em uma democracia, deve prevalecer a maioria das opiniões. A Câmara, através de sua bancada, se posicionou a favor da aliança com o governador, mas, claro que, se a maioria no partido optar pela candidatura própria, os vereadores caminharão dessa forma”, analisou Henrique Alves.

Além do vereador, seus companheiros de sigla Anselmo Pereira, Clécio Alves, Gian Said, Izídio Alves e Kleybe Morais estiveram presentes na reunião. Daniel Vilela e Carlos Júnior foram recebidos na sala de reuniões da presidência da Câmara Municipal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.