Avenida Leste-Oeste terá trecho subterrâneo para não alterar sede da Câmara

Presidente Andrey Azeredo garantiu que sede não afeta andamento das obras

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) foi recebido na manhã desta quinta-feira (3/8) pelo prefeito Iris Rezende (PMDB) no Paço Municipal para reunião sobre parcerias para Goiânia. No encontro ficou acordado que Goiânia passará a fazer parte do programa Goiás na Frente. A estimativa é de repasse de cerca de R$ 35 milhões ao todo para viabilizar a continuação das obras da Avenida Leste-Oeste.

A estimativa é de que a construção do trecho que liga a Praça do Trabalhador, no Setor Central, a Senador Canedo fique orçada em R$ 70 milhões e os custos serão divididos em 50% para o governo estadual e 50% para o tesouro municipal.

Um obstáculo para a construção da avenida, porém, é que a Avenida passa próxima a área da Câmara Municipal. De acordo com o presidente da Casa Andrey Azeredo (PMDB), a solução é a construção de faixas subterrâneas ou de um elevado no local e na Marginal Botafogo.

“Os técnicos já indicaram que a solução para a construção da avenida, que passaria em parte da área da sede da Câmara Municipal, que poderia ter seu estacionamento afetado, seria a construção de faixas subterrâneas ou de um elevado”, afirmou ao Jornal Opção.

Segundo ele, a sede, portanto, não afetará em nada o andamento das obras e não causará prejuízo ao projeto.” Não é plano da atual gestão que a sede mude de lugar, em função do fácil acesso da população aos vereadores e atividades da Casa”, concluiu.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.