Autor dos disparos em colégio sofria bullying e ganhou desodorante de “presente”

Seis alunos foram feridos e dois óbitos já foram confirmados. Autor do disparo tem apenas 14 anos e é filho de um policial militar

Mayara Carvalho

Segundo colegas, o aluno de 14 anos que efetuou disparos de arma de fogo dentro de um colégio particular em Goiânia, sofria bullying e era motivo de piada por que teria “mau cheiro”. Na manhã desta sexta-feira (20/10), antes de atirar contra os colegas, o jovem teria passado mais uma vez por situação constrangedora na sala de aula, ao ganhar de presente um desodorante.

O atirador cursa o 8º ano do ensino fundamental no Colégio Goyazes, no Conjunto Riviera e durante o intervalo da quinta para a sexta aula, teria sacado uma arma e feito disparos de forma aleatória.

Em entrevista coletiva, a Polícia Militar informou que seis alunos foram feridos e dois óbitos foram confirmados. As vítimas fatais são adolescentes de 12 e 13 anos. A PM confirmou ainda que o jovem, autor do atentado, é filho de um policial e que a arma utilizada no crime pertence, uma pistola .40, pertence à corporação. O jovem foi encaminhado à DEPAI.

Algumas vítimas foram encaminhadas para o Hospital de Urgências de Goiânia. O Corpo de Bombeiros informou que todos os sobreviventes foram socorridos com consciência e um deles foi resgatado pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea, Graer.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Carlos

Olá tem provas que o aluno ganhou um desodorante?