Ataques suicidas deixam pelo menos 27 mortos e 80 feridos na Nigéria

Atentados, que ocorreram quase simultaneamente por volta das 19h locais, foram atribuídos ao grupo terrorista Boko Haram

Ataques suicidas feitos na última terça-feira (16/8) por três terroristas em diferentes regiões da cidade de Mandarari, no Noroeste da Nigéria, deixaram pelo menos 27 mortos e 80 feridos, informou a imprensa local.

Os atentados, que ocorreram quase simultaneamente por volta das 19h locais, foram atribuídos ao grupo terrorista Boko Haram.

A maior parte das pessoas morreu em um mercado de Mandarari, durante um ataque feito por uma mulher, informou o jornal Daily Post.

Quase ao mesmo tempo, uma segunda mulher e um homem detonaram os explosivos que carregavam em outra região de Mandarari, aparentemente próxima a um campo de deslocados internos.

Os atentados ocorreram poucas horas depois de o governo da Nigéria ter anunciado a implementação de uma força militar especial que tem como objetivo localizar o líder do Boko Haram.

Mandarari fica a cerca de 30 quilômetros de Maiduguri, capital do estado de Borno, e uma das cidades mais atacadas pelo grupo.

No último domingo (13), cinco pessoas morreram em outro atentado ocorrido nos arredores de Maiduguri. Apenas no mês passado, mais 13 pessoas morreram em dois ataques registrados na cidade.

O governo da Nigéria enviou os comandantes do Exército ao Nordeste do país para lutar contra o Boko Haram, que respondeu intensificando os ataques na região, após as operações militares que expulsaram o grupo de áreas ocupadas no passado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.