Após ser demitido do Ministério da Justiça, Osmar Serraglio assume Transparência

Já era previsto que ele continuaria na equipe de Temer, para evitar que o deputado federal Rocha Loures (PMDB-PR) perdesse cargo na Câmara

Poucas horas depois de ser demitido do Ministério da Justiça, o deputado federal Osmar Serraglio (PMDB-PR) foi anunciado como novo ministro da Transparência. Ele assume vaga deixada pelo seu próprio sucessor na Justiça, ou seja, o presidente Michel Temer (PMDB) apenas trocou Torquato Jardim e Serraglio de cargos.

Desde que o governo anunciou a saída de Serraglio da Justiça já se imaginava que ele continuaria na equipe de ministros, visto que, caso retornasse à Câmara dos Deputados, o deputado federal Rocha Loures (PMDB-PR) perderia o cargo e, por consequência, o foro privilegiado. Loures foi flagrado recebendo R$ 500 mil em propina da JBS.

Apesar de o governo não ter confirmado o motivo da demissão de Serraglio, avalia-se que ela tenha sido uma resposta do governo às críticas de que ele não reagiu a episódios de violência no país e também pode ser uma antecipação à possível citação de seu nome em uma eventual delação premiada do fiscal agropecuário Daniel Gonçalves, suspeito de liderar o esquema investigado na Operação Carne Fraca.

Em grampo da Polícia Federal, Osmar já foi gravado chamando Daniel de “grande chefe” quando ligou para ele tentando obter informações sobre frigorífico no Paraná. Ainda não há informações sobre quem irá suceder Torquato na Transparência.

Deixe um comentário