Após recuo, prefeitura de Goiânia busca convergência com o Governo estadual em relação ao novo decreto

Autoridades vão se reunir às 16h deste sábado, 27, no Paço Municipal para discutir regras e decidir pela publicação do novo documento

Rua da Região da 44 com comércios fechados | Foto: Fernando Leite

A publicação de um novo decreto que permitiria a flexibilização do funcionamento das atividades consideradas não essenciais, em Goiânia continua sem definição. Em entrevista coletiva neste sábado, 27, o secretário de Governo do município, Arthur Bernardes disse que a prefeitura está trabalhando “incessantemente buscando o diálogo e a união de esforços” com o Estado.

“Através de diálogo entendemos que tem que ter uma só voz para chegarmos em um consenso. A vontade do prefeito e a determinação é de fazer quantas reuniões forem necessárias buscando a união e a convergência de ideias de forma conjunta”, afirma.

O prefeito Rogério Cruz (Republicanos) recuou sobre a publicação do decreto, após uma reunião com o governador Ronaldo Caiado (DEM), e depois de ter recebido novos dados epidemiológicos da Saúde. Porém, o secretário Arthur Bernardes não vê a situação como um mal-estar.

“Caracterizo como um diálogo. Existem divergências pontuais, agora o desafio nosso é através dos pontos divergentes nós conseguirmos criar uma convergência. O combate à pandemia se faz com união política, e não com divergências. Nós vamos fazer mais uma reunião hoje, às 16 horas, no esforço para construir esse consenso”, ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.