Partido tem 22 sobressalentes para deputado estadual; na corrida para federal, há 5 nomes extra

A Executiva Estadual do PT concluiu a primeira fase de formação de chapa de deputados estaduais e federais que vão disputar cargos nas eleições de outubro. Para compor o chamado “Time do Lula em Goiás”, com o objetivo principal de trazer o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) de volta ao Palácio do Planalto, o partido acolheu a inscrição de 53 pré-candidaturas estaduais e 19 federais que, agora, serão submetidas ao Encontro Estadual do Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras em Goiás.

Para a segunda fase, os pré-candidatos inscritos devem participar de reunião com a direção petista, que só deve indicar 31 candidatos estaduais e 14 federais, conforme acordado para composição da federação que ainda inclui PV e PCdoB. Nesse cenário, 22 nomes terão que ser descartados da corrida para a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), além de cinco para a Câmara Federal. Até o momento, a lista conta com a indicação de 13 mulheres para estadual e 6 para federal, número que representa mais do que o mínimo determinado de 30%.

Segundo a presidenta regional do PT em Goiás, Kátia Maria – que está na lista de pré-candidatos a estadual –, o objetivo da próxima etapa é treinar os interessados já inscritos para a corrida eleitoral. “Nossa meta é qualificar a chapa ainda mais e avançar na organização de um time forte para vencer as eleições em Goiás com Lula Presidente, Governo do Estado e uma bancada expressiva no Congresso Nacional e na Assembleia Legislativa”, explicou.