Após decreto do Executivo, vereador retira passaporte da vacinação da pauta

Marlon (Cidadania) afirmou que seu objetivo já havia sido atingido com ações aplicadas pela Prefeitura de Goiânia

Vereador Marlon (Cidadania), autor do projeto do chamado passaporte de vacinação para Goiânia | Foto: Reprodução

Estrategicamente, durante continuação da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), o vereador Marlon (Cidadania) retirou seu projeto do passaporte da vacinação de pauta. Reabertura da sessão tinha objetivo de continuar discussões sobre a matéria. No entanto, ele afirma que seu objetivo já foi atingido a partir de ações semelhantes aplicadas pelo Executivo.

“Esse passaporte era simplesmente uma forma de fazer a retomada de forma mais segura e o quanto antes. Também apresentamos emendas para que os não vacinados não ficassem de fora dos eventos, através da apresentação de testes PCR e IGG”, esclareceu o vereador do Cidadania.

A justificativa de Marlon foi que, após longa conversa com o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos) e outros membros do Paço, novo decreto foi publicado em prol da retomada mais segura. “Na próxima semana teremos um evento teste, que é o show do Gustavo Lima, onde será necessário o comprovante de vacinação. Com esse novo decreto e com esse evento teste, teremos a retomada do setor de eventos de forma segura. Nós vencemos”, declarou Marlon.

Assim como toda a sessão plenária, a CCJ reaberta foi marcada pela galeria cheia de cidadãos contra e a favor do comprovante de imunização. Do lado direito, de frente a mesa diretora, pessoas erguendo cartazes com mensagens em prol da liberdade. Do esquerdo, moradores de ocupações que são favoráveis ao passaporte.

No momento do anúncio da retirada, contrários à matéria se prostraram de pé e aplaudiram a decisão do autor do projeto que instituía o passaporte da imunização contra Covid-19. O relator do projeto, Kleybe Morais (MDB) que fez relatório pelo arquivamento da matéria, parabenizou o autor da matéria.

“Estamos em um momento em que já estamos passando de uma pandemia para uma epidemia”, justifica. No novo decreto publicado pela Prefeitura na edição do Diário Oficial desta terça-feira, “fica permitida a realização de shows artísticos mediante autorização da
Secretaria Municipal de Saúde e obedecidos os protocolos sanitários”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.