Após aumento de impostos, gasolina chega a R$ 3,49 em Goiânia

Jornal Opção Online identificou pelo menos três valores diferentes do combustível nesta segunda (2/2). Procon Goiás afirma que ainda não é possível averiguar se há abuso

Postos Extra, na Av. Portugal no Setor Oeste; Bretas, na Av. T-10, Setor Bueno; Moreira, na Av. T-6, Setor Bueno | Fotos: Jornal Opção

Postos Extra, na Av. Portugal no Setor Oeste; Bretas, na Av. T-10, Setor Bueno; Moreira, na Av. T-6, Setor Bueno | Fotos: Jornal Opção

O aumento nas alíquotas de PIS/Cofins e nas Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre o combustível chegou, de vez, a Goiânia.

Desde o último domingo (1º/2), o consumidor que procura postos para abastecer tem se assustado. Em um breve passeio pelas proximidades do Jornal Opção, foram identificados, pelo menos, três valores diferentes, sendo que a gasolina atinge surpreendentes R$ 3,49.

Embora o reajuste proposto pelo ministro da Fazenda Joaquim Levy tenha afetado apenas a gasolina e o diesel, sendo o aumento de 22 e 15 centavos por litro, respectivamente, os postos têm repassado o valor, também, sobre o etanol — encontrado até a R$ 2,35.

De acordo com o Procon Goiás, ainda não é possível afirmar se há abuso, ou não, sobre tais preços. “É preciso que haja uma análise técnica dos motivos que levaram aos valores. Como o repasse é recente, estamos fazendo uma pesquisa para avaliar corretamente”, explica a superintendente Darlene Araújo.

Darlene relata que, desde novembro de 2014, o Procon tem acompanhado os índices praticados em 71 postos de gasolina de Goiânia. A variação pode ser conferida aqui. “Não pode haver abuso. Alguns postos aproveitam o reajuste do governo federal para praticar o superaumento”, alerta.

Em comparação com a semana passada (quando o litro da gasolina tinha média de R$ 3,25), o aumento chega a 35 centavos em alguns postos — 13 a mais do que o anunciado. “Eles alegam que o aumento na bomba acima do nas refinarias se dá, também, pelo custo do transporte dos combustíveis. No entanto, é preciso esperar a análise técnica”, conclui a superintendente.

O Jornal Opção Online tentou contato com o Sindicato dos Postos de Combustível (Sindiposto), mas o presidente, José Batista Neto, alegou estar em viagem a São Paulo e não “poder falar” sobre o tema. Além dele, o vice-presidente também estaria fora de Goiânia.

Uma resposta para “Após aumento de impostos, gasolina chega a R$ 3,49 em Goiânia”

  1. alexandrehilgert disse:

    companheiros rsrs. O aumento de preços infelizmente não altera o mercado de combustíveis. Pode-se notar pela procura dos investidores por postos a venda como vemos em http://postoavenda.com. O propietários podiam SIM baixar os preços, pois podem vender vários serviços, tais como: lava a jato, borracharia, franquias diversas, loja de conveniência, banco 24 hs e outros serviços agregados que aumentam e muito o faturamento de um posto de gasolina .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.