Apoio do MDB pode ser decisivo em eleição da Mesa

Legenda do prefeito eleito garantiu a maior representação na Casa, seis cadeiras, e deve articular para garantir comissões importantes como a CCJ

Plenário da Câmara de Goiânia | Foto: Lívia Barbosa / Jornal Opção

A eleição da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Goiânia tem dado o tom dos debates na Casa nesta reta final dos trabalhos. A inclusão na pauta do projeto que aumenta o salário do prefeito, de secretários e de vereadores, por exemplo, provavelmente já teria sido votado em outro momento.

No entanto, um desgaste em meio à articulação pela presidência da Casa tem sido um empecilho ao posicionamento dos parlamentares, que buscam agregar apoio para a eleição que será realizada no dia 1° de janeiro. Até o momento, dois grupos buscam se fortalecer, sendo que um conta com 21 nomes, ligados ao atual presidente, enquanto outro tem 13 apoiadores, ligados à  vereadora Sabrina Garcêz.

Neste jogo, duas movimentações precisam ser acompanhadas de perto. O apoio de novos parlamentares com posicionamentos mais independentes como Gabriela Rodart (DC), Mauro Rubem (PT) e Aava Santiago (PSDB) é um deles. O apoio desses nomes deve pesar na contagem final e a priori ainda não estão definidos. O outro é o apoio dos vereadores do MDB, que juntos somam seis votos na Casa.

Até o momento, o MDB caminha com o grupo dos veteranos ligados ao Policarpo, mas uma reviravolta às vésperas da eleição não pode ser descartada, principalmente em se tratando de eleição da Mesa, onde negociações muitas vezes são construídas de maneira discreta e se fortalecem com o fator “surpresa”.

Os emedebistas, no entanto, podem até abrir mão da presidência em nome do consenso com outros vereadores, mas deve garantir o comando de comissões importantes como a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e Comissão Mista.

Outra informação que tem agitado os bastidores é a possível influência e apoio de parlamentares estaduais e até mesmo empresários na disputa. Até mesmo o nome de Carlinhos Cachoeira tem sido ventilado como possível apoiador do grupo que prega a renovação. No entanto, boatos também são comuns nesse disputado jogo pelo comando da Câmara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.