Aparecida de Goiânia sobe duas posições e é a 18ª cidade do País com melhor gestão fiscal

Levantamento mostra que município é destaque nos itens “investimento” e “liquidez”

Foto: Facebook

Divulgado nesta semana pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), o Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF) mostra Aparecida de Goiânia na 18º posição entre as cidades com melhor gestão fiscal do País — resultado semelhante ao registrado no último ano, quando conquistou a 20ª colocação.

Aparecida encabeça a lista das cidades goianas, seguida por São Miguel do Araguaia, Pilar de Goiás e Catalão. Pelo segundo ano consecutivo, o município também é destaque nos itens “Investimento” e “Liquidez”, com nota máxima no segundo tópico. “Gastos com pessoal” é o item que o município menos se destaca e apresenta dificuldades.

Lançado em 2012, o IFGF é composto por cinco indicadores – Receita Própria, Gastos com Pessoal, Investimentos, Liquidez e Custo da Dívida – e levanta o debate sobre a forma como os tributos pagos pela sociedade são administrados pelas prefeituras. O índice é construído a partir dos resultados fiscais das próprias prefeituras – informações de declaração obrigatória e disponibilizadas anualmente pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Com base nesses dados oficiais, o Índice FIRJAN de Gestão Fiscal 2017 – ano de referência 2016 – avaliou a situação fiscal de 4.544 municípios, onde vivem 180.124.602 pessoas – 177,8 milhões de pessoas – 87,5% da população brasileira.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.