Ao menos nove vereadores testaram positivo para Covid-19 em Goiânia

Dentre eles, seis já se recuperaram da infecção. Felisberto Tavares (Podemos), Tiãozinho Pôrto (MDB) e Denício Trindade (SD) ainda se recuperam da doença em isolamento

Reunião da Comissão Mista na Câmara Municipal | Foto: Câmara Municipal de Goiânia

Desde o dia 5 de junho, a Câmara de Goiânia realiza testagem de todo o corpo administrativo e legislativo para Covid-19. De acordo com os resultados dos exames de sorologia quantitativo, que tem 99,7% de precisão, ao menos nove vereadores da casa testaram positivo para o coronavírus.

Os testes receberam aval do Plenário depois que uma servidora testou positivo. Após falecimento de seu marido, pela doença, o presidente do Legislativo, o vereador Romário Policarpo (Patriota), considerou a testagem necessária para definir as condições de retorno das atividades.

Os parlamentares em que os exames detectaram a presença do coronavírus, mas que já se recuperaram da doença, são: Tatiana Lemos (PCdoB), Lucas Kitão (PSL), Oséias Varão (PSB), Milton Mercêz (Patriota), Cabo Senna (PRP) e Gustavo Cruvinel (MDB), que inclusive chegou a ficar internado, mas já está recuperado e retornou aos trabalhos.

“Começou com 20% [do pulmão comprometido]. No segundo ou terceiro dia, já estava 60%. Passei dez dias internado no hospital, tomando antibióticos de seis em seis horas. Quase morri, não foi fácil”, relatou Gustavo ao Jornal Opção. Ele acredita que grande parte da sua recuperação se deu ao fato de sua família ser de médicos e alertou que as pessoas que não fazem isolamento social e não utilizam máscaras deveriam ser mais cuidadosas. “Essa doença não ataca só o corpo. Eu fiquei sete dias sem ver ninguém. Mexe muito com a gente”, disse.

Dentre os que testaram positivo recentemente e se recuperam está Felisberto Tavares (Podemos), que teve alta da UTI nesta segunda-feira, 27. Também Tiãozinho Pôrto (MDB), que contou ao Jornal Opção ter perdido o olfato e paladar, além de dores no corpo e tosse seca; Denício Trindade (SD), que afirma estar apenas com sintomas leves, como tosse seca e fadiga, e que se recupera em isolamento em casa.

De acordo com dados do Departamento do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho da Câmara Municipal de Goiânia (Sesmt), a Câmara contratou 1.500 testes. Até nesta segunda, 27, já foram concluídos 1.212. Entre servidores, estagiários e vereadores, 68 testaram positivo, 42 já com anticorpos e 1.102 negativos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.