Agora é lei: pequizeiro vira árvore símbolo do Cerrado em Goiás

Projeto da deputada estadual Adriana Accorsi (PT) foi sancionado pelo governador, mas com vetos

Pequizeiro | Foto: Marcelo Kuhlmann/ Frutos Atrativos do Cerrado

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), sancionou o projeto de lei que declara o pequizeiro árvore símbolo do Cerrado no estado. De autoria da petista, Adriana Accorsi, a propositura leva em conta a relevância cultural e histórica do fruto.

No entanto, os dois pontos mais importantes do projeto, que normatizam a derrubada da árvore e criam penalidades aos infratores, foram vetados. “O importante é que conseguimos dar a devida importância do pequizeiro ao bioma Cerrado, enquanto espécie chave para a manutenção da fauna nativa do referido bioma e de imprescindível valor simbólico cultural ao povo goiano”, argumentou a parlamentar ao site da Assembleia.

Além de Adriana Accorsi, que teve seu projeto aprovado em 10 de novembro de 2016, mais dois deputados se preocuparam com a questão do pequizeiro: Tiãozinho Costa (PT do B), em março de 2009, e Karlos Cabral, em abril de 2014, quando ainda era filiado ao PT.

Atualmente no PDT e recém-empossado deputado, Cabral apresentou dois projetos: um que proíbe o corte de pequizeiros em Goiás e o outro que institui a Festa Estadual do Pequi.

Já Tiãozinho Costa, hoje sem mandato, tentou criar o Pró-Pequi, instituindo a política de incentivo ao cultivo, consumo, comercialização e transformação dos derivados do pequi, com objetivo de estimular produção do pequizeiro e consequente consumo, inclusive dos demais frutos nativos do Cerrado. (As informações são da Assembleia Legislativa de Goiás)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.