Agetop anuncia recuperação de 2,8 mil km de rodovias

Órgão divulga balanço de ações em todas as regiões do Estado pelo programa 

rodovida-estrada-manutencao

Trabalhadores recuperam GO

As frentes de serviço do Rodovida Manutenção, que executam reparos localizados e roçagem nas rodovias, já conseguiram melhorar a trafegabilidade em cerca de 2,8 mil quilômetros de trechos rodoviárias que se encontravam em condições precárias de tráfego. É o que informa a Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop).

Os serviços de conservação iniciados pela Agetop em fevereiro funcionam rotineiramente nas rodovias em sistema de rodízio. Ou seja, após executar a conservação de toda a malha viária, de 21,6 mil quilômetros, os trabalhos retornam aos trechos já atendidos, com outra etapa de serviços.

A pasta relata que as rodovias pavimentadas foram divididas em 17 regiões, sendo que cada uma possui em média 750 quilômetros. Já as rodovias não pavimentadas foram distribuídas em 10 regionais, com cerca de 880 quilômetros cada.

rodovida-estrada-manutencao-2

Confira abaixo o serviço executado em algumas das regiões:

Formosa-Salto do Itiquira
Serviços de limpeza geral e roçagem das margens da rodovia são executados na GO-116, com início em Formosa até o Entroncamento da GO-524, cujo trecho segue até Salto do Itiquira, com 28 quilômetros. Já na GO-430, trecho Formosa-Divisa DF-Planaltina, com 27 quilômetros, são realizados serviços de conservação, com reparos localizados na pista de rolagem e nos acostamentos.

Mineiros-Divisa MS
Rota para Mato Grosso do Sul, a GO-341, passa por serviços de reparos localizados na pista e nos acostamentos, roçagem nas margens da rodovia e limpeza geral. O trecho Mineiros-Divisa MS, com 215 quilômetros, pertence à região sul do Estado.

São Luís de Montes Belos-Iporá
A rodovia que faz ligação das cidades de São Luís de Montes Belos, Iporá, Piranhas, Nazário, Trindade, dentre outras, à capital do Estado, é a GO-060, utilizada para o escoamento da produção de uma região cuja economia está baseada na agricultura e pecuária. No trecho São Luís de Montes Belos-Iporá, com 92 quilômetros, e Piranhas-Iporá, com 88 quilômetros, são executados serviços de reparos localizados na pista de rolagem e nos acostamentos.

Itaberaí-Heitoraí
Um trecho com 32 quilômetros da GO-156, entre Itaberaí e Heitoraí passa por reparos em pontos localizados da pista de rolagem e nos acostamentos. A via, com intenso tráfego de veículos de carga, é utilizada para o escoamento da produção de arroz, soja, milho, feijão e da produção leiteira do estado.

Bom Jardim de Goiás-Baliza
As equipes do Rodovida Manutenção promovem reparos nos 46 quilômetros da via utilizada como rota para Mato Grosso pelos usuários da região Noroeste do Estado, a GO-421 e a GO-194 entre Bom Jardim de Goiás e Baliza. Outro trajeto importante, de 29 quilômetros, que começa em Santa Helena de Goiás e vai até o cruzamento da BR-060, próximo a Santo Antônio da Barra, na GO-164, também passa por manutenção. A pista é muito demandada para o escoamento de soja, milho e sorgo e da produção animal de aves, suínos e bovinos.

Divinópolis de Goiás-São Domingos
São executados serviços de reparos localizados na GO-110, trecho Divinópolis de Goiás-São Domingos e na GO-463, trecho São Domingos-Divisa BA. Os trajetos localizados na região norte de Goiás, somados possuem 48 quilômetros. A rodovia é rota utilizada pelos turistas que seguem para Salvador.

Catalão-Pires do Rio
O Rodovida Manutenção realiza reparos em todas as regiões do Estado. No sudeste goiano, os serviços de conservação são realizados na GO-330, entre Catalão e Pires do Rio. Com 109 quilômetros, o trecho, que passa por Ipameri e Urutaí, é utilizado para o escoamento da produção mineral e agropecuária.

Não pavimentadas

rodovida-estrada-manutencao-3

Goiás possui 10 mil quilômetros de rodovia não pavimentada, onde as equipes da Agetop executam serviços de conservação. A GO-526, entre Santa Fé de Goiás e Distrito de São Sebastião do Rio Claro, é uma delas. O trecho com 47 quilômetros, que estava comprometido pelas chuvas e pelo mato às margens da rodovia, recebe reparos pelo Rodovida Manutenção.

Os serviços de conservação também estão em andamento na GO-241, trecho Distrito de Ourominas-Teresina de Goiás, com 33 quilômetros; na GO-334, trecho Nova América-GO-156-Auriverde, com 33 quilômetros e na GO-154, entre Novo Planalto e Distrito de Cruzeiro, com 36 quilômetros.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.