Advogado suspeito de ligação com o PCC é preso em Anápolis

Calisto era responsável pela intermediação entre os líderes dos núcleos do grupo criminoso, diz PC

Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), deflagrou nesta terça-feira, 30, a Operação Advocatus Diaboli, que efetuou a prisão preventiva do advogado Calisto Abdala Neto, em Anápolis.

O advogado é investigado por ocupar posição de destaque em estruturada facção paulista especializada em diversas práticas criminosas, neste caso especialmente lavagem de dinheiro proveniente de roubos e receptações de caminhões.

Calisto Abdala Neto, aproveitando-se da sua condição de advogado, fazia a intermediação entre os líderes dos núcleos do grupo criminoso. Mesmo presos, os investigados comandavam um forte esquema de roubos, receptações e lavagem de dinheiro em Goiás, São Paulo e Mato Grosso.

Segundo a PC, em Goiás, no que tange aos delitos praticados pelos faccionados, a organização foi completamente desarticulada com a prisão de Calisto Abdala Neto.

Nota

Em nota divulgada à imprensa, a OAB-GO avisa que acompanha o caso com singular interesse por tratar-se, de acordo com as informações iniciais, de possível crime envolvendo a atividade da advocacia.

A OAB-GO afirmou que pretende também solicitar à autoridade judicial celeridade e rigor processual para, antes, que tenha o acusado pleno direito de defesa; depois para, se culpado, que seja punido exemplarmente.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.