Adolescente que matou vizinha de 14 anos é transferido para centro de internação

Garoto deixou a Delegacia de Apuração de Atos Infracionais e ficará internado provisoriamente por 45 dias

O adolescente de 13 anos que matou a facadas a vizinha Tamires Paula de Almeida, de 14, na última quarta-feira (23), foi transferido da Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) para um centro de internação. Segundo informações da Polícia Civil, a transferência foi realizada no início da noite de domingo (27). A Justiça pediu para que o local em que o menino está internado não fosse divulgado à imprensa.

A internação provisória foi determinada pelo Juizado da Infância e da Juventude, ainda na última quinta (24) e terá duração de 45 dias. Se condenado, o garoto poderá ficar internado por no máximo três anos.

O crime ocorreu na tarde da última quarta-feira, no prédio onde moravam o jovem e a vítima, Tamires de Paula. Eles também estudavam juntos e estavam indo para lá quando ela foi morta. A garota encontrou o rapaz no elevador e, quando ele parou no quinto andar, foi arrastada pelo adolescente para a escada de incêndio.

Em depoimento ao delegado, o menino disse que sua intenção era matá-la com um golpe na cabeça, mas, como ela resistiu, resolveu esfaqueá-la. Logo após o homicídio, ele foi até a escola onde eles estudavam, procurou um coordenador e relatou o que havia ocorrido. Uma equipe do colégio acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi ao prédio com o rapaz, onde eles encontraram a garota, já morta, ainda na escadaria.

Além de confessar o crime ao delegado, ele ainda disse que tinha intenção de matar outras duas meninas da escola. O caso é de infracional análogo ao crime de homicídio e as vítimas, destaca, foram escolhidas porque, por serem mulheres, são mais vulneráveis.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.