‘Absurda, trágica, falsa, mentirosa e grotesca’, diz presidente do Conass sobre live de Bolsonaro

Na live, Bolsonaro leu uma suposta notícia que alertava que “vacinados [contra a Covid] estão desenvolvendo a síndrome da imunodeficiência adquirida [Aids]

O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Carlos Lula, disse que a live em que Jair Bolsonaro leu uma suposta notícia que alertava que “vacinados [contra a Covid] estão desenvolvendo a síndrome da imunodeficiência adquirida [Aids]” foi absurda, trágica, falsa, mentirosa e grotesca.

“Mais do que isso, ela impõe um ônus aos portadores de HIV. Mais um capítulo lamentável dessa sucessão de absurdos do presidente durante o enfrentamento da pandemia”, completa Lula, que é secretário de Saúde do governo do Maranhão.

Na noite deste domingo, 24 , o Facebook tirou do ar o vídeo da live, originalmente transmitida na quinta-feira, 21. O vídeo não está mais disponível nem no Facebook nem no Instagram.

Após a gravação divulgada por Bolsonaro, médicos e especialistas reagiram e disseram que a associação entre o imunizante contra o coronavírus e a transmissão do HIV, o vírus da aids, é falsa e inexistente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.