6 brasileiros são presos, suspeitos de assassinar filha de governador paraguaio

Além da filha de 21 anos do governador Ronald Acevedo, três outras pessoas foram alvejadas neste sábado na cidade fronteiriça de Pedro Juan Caballero

Haylee Carolina Acevedo Yunis | Foto: Reprodução

Na manhã desta segunda-feira,11, seis brasileiros foram presos no Paraguai, suspeitos de envolvimento no atentado que vitimou a filha do governador de Amambay e três outras pessoas. O crime ocorreu na manhã de sábado, 9, na capital do “estado” (departamento), Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. 

Além dos seis brasileiros, também foram apreendidos três carros com documentos brasileiros, celulares, jóias e 74 gramas de maconha. Os brasileiros presos foram identificados como: Hywulysson Foresto Juares Alvers da Silva Luis Fernando Armando e Silva Simões Gabriel Veiga de Sousa Farley José Cisto da Silva Leite Carrijo Douglas Ribeiro Gomes. Equipes do Departamento Regional de Investigação de Atos Puníveis da Polícia Nacional foram ao local após terem a informação de que um caminhão utilizado no ataque havia sido incinerado nas últimas horas na colônia Fortuna Guazú.

Haylee Carolina Acevedo Yunis, de 21 anos, era a filha de Ronald Acevedo, governador de Amambay, e foi morta no bairro San Antonio. As outras vítimas são Omar Vicente Álvarez Grance, de 32 anos, conhecido como Bebeto e atingido por 31 tiros; e as brasileiras estudantes de medicina Kaline Reinoso de Oliveira, de 22 anos, morta com 14 tiros, e Rhamye Jamilly Borges de Oliveira, de 18 anos, morta com 10 tiros. Segundo a polícia, Bebeto era o alvo potencial dos pistoleiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.