Quase metade do efetivo das Forças Armadas não se imunizou completamente

Na soma de Exército e Aeronáutica, número de militares que negaram a vacina é de quase 13%. Marinha não forneceu dados

Vacinação nas Forças Armadas está em média inferior à da população em geral | Foto: 19º GAC

Em reportagem do jornal Metrópoles, jornalistas solicitaram dados sobre a vacinação de militares das Forças Armadas brasileiras. A equipe constatou que quase metade dos integrantes do Exército e da Aeronáutica ainda não está devidamente vacinada contra o novo coronavírus. O número de militares que se negaram a receber o imunizante é 32,2 mil (15%) e 4,3 mil (6,6%) nas respectivas Forças (12,96% nas duas juntas).

A Marinha se negou a responder, apesar de o pedido de informações do jornal Metrópoles ter sido feito por meio da Lei de Acesso à Informação (LAI) e, pela lei, órgãos cujo financiamento vem do Tesouro público são obrigados a divulgar o destino das verbas. O pedido foi feito em novembro.

As Forças Armadas permitem que militares da ativa deixem de se vacinar contra a Covid-19, embora haja obrigatoriedade estabelecida para imunização contra febre amarela, tétano, hepatite B e outras doenças. Como resultado, 32,2 mil militares se negaram a se imunizar contra Covid-19 no Exército (15% de todo o efetivo) e 4,3 mil na aeronáutica (6,6%). 

Esses índices mostram menor adesão à vacinação nas Forças Armadas do que na sociedade civil. Enquanto 67,2% dos civis já têm as duas doses da vacina contra Covid-19, apenas 56,3% (121,2 mil pessoas) dos integrantes do Exército e 54,9% (36,5 mil pessoas) da Força Aérea foram completamente imunizados contra a Covid. 

O total de militares da ativa (excluindo a Marinha) que tomou ao menos uma dose da vacina é de 34%, enquanto na sociedade civil o percentual é de 80%. No total, 182,9 mil militares da ativa do Exército e 62,1 mil da Aeronáutica tomaram ao menos uma dose.

Enquanto 24,5 milhões de brasileiros, o equivalente a 13,5% da população do país, já receberam uma dose extra da vacina, pouco mais de 2 mil militares do Exército (0,9%) completaram a imunização; na FAB, foram 544 (0,8%).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.