Luciano de Carvalho havia tido período de detenção prorrogado por não ter colaborado com as investigações em depoimento

Luciano Carvalho Rocha, primo de Marcelo Miranda | Foto: Reprodução

Nesta segunda-feira, 7, Luciano de Carvalho Rocha, primo do ex-governador do Tocantins Marcelo Miranda, saiu da cadeia após fim do prazo da prisão temporária. Ele foi detido na terça-feira, 1º, e chegou a ter a prisão prorrogada por não ter colaborado com as investigações, criando obstáculos à apuração.

Ele alvo da Operação Urutau, desdobramento da Operação Reis do Gado, que prendeu Marcelo Miranda, seu irmão Brito Júnior e seu pai Brito Miranda no fim de setembro. O primo é investigado por supostamente integrar um esquema de desvio de recursos públicos e ocultação de capitais.

A investigação apura que houve R$ 50 milhões de prejuízo aos cofres públicos com esquema de desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro. Os alvos da operação são acusados de terem sido usados como laranjas e testas de ferro do ex-governador Marcelo Miranda, já que tudo ocorreu durante seu mandato à frente do Estado do Tocantins.