A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira, 03, no norte do Estado, duas pessoas pelo crime de moeda falsa, cujos nomes não foram divulgados. As abordagens foram realizadas em Araguatins e em Palmeiras do Tocantins. A polícia chegou aos envolvidos antes que as notas falsas fossem repassadas ao comércio.

A primeira prisão aconteceu em Araguatins, Bico do Papagaio, onde um homem foi flagrado contendo 10 cédulas falsas de R$ 100,00. A segunda foi em Palmeiras do Tocantins, quando policiais federais abordaram um outro homem, que detinha na ocasião, um montante de R$ 1.000,00, em notas de R$ 50,00, todas, também falsas.

Leia mais: Em cinco anos, garimpo faz a qualidade da água ir de boa para muito ruim em afluente do Rio Tocantins

Os dois indivíduos foram conduzidos à Delegacia da PF em Araguaína, no Tocantins, onde foram instaurados Inquéritos Policiais mediante autos de prisão em flagrante delito, ambos, pelo crime de moeda falsa, cuja pena prevista em caso de condenação é de 3 a 12 anos de reclusão.

Balanço

Dados da polícia dão conta que do início de 2022 até hoje, a Polícia Federal em Araguaína já realizou 15 prisões relacionadas com essa modalidade de crime. A PF informa que intensificará as suas ações em todo o Estado a fim reprimir e prevenir novas ocorrências, que atentam contra a fé pública.