Marcelo Miranda dá posse a novo secretário de Articulação Política

Ex-prefeito de Brasilândia, João Emídio Felipe de Miranda assume pasta com missão de garantir governabilidade 

Marcelo Miranda e a vice, Cláudia Lelis, cumprimentam o novo secretário | Foto: Lia Mara/ Governo do Tocantins

O governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), empossou na tarde desta terça-feira (18/4) o ex-prefeito de Brasilândia João Emídio Felipe de Miranda (PSD) como o novo secretário de Estado da Articulação Política.

A solenidade foi realizada no auditório do Palácio Araguaia e contou com a presença da vice-governadora Cláudia Lelis, deputados estaduais, prefeitos, vereadores, secretários de estado e das entidades representativas de prefeitos e vereadores.

João Emídio falou que é uma satisfação compor a equipe de Marcelo Miranda, principalmente pela sua trajetória como prefeito de uma pequena cidade do interior do estado. “É uma honra tomar posse e poder fazer algo pelo Tocantins. Estamos prontos para melhorar ainda mais o relacionamento com todos os setores da sociedade e promover políticas públicas para toda a sociedade”, declarou.

O governador destacou que o novo auxiliar passa a compor a equipe em um momento bastante oportuno, porque vem da base e reúne todas as virtudes para o cargo de articulação política do governo. “Use a arma do diálogo, fazendo a política da boa vizinhança, ouvindo, avaliando e articulando de forma coerente”, aconselhou.

Ao destacar a responsabilidade do novo auxiliar em manter a governabilidade, Marcelo Miranda destacou que não quer antecipar as eleições. “É importante fazer com que nossos adversários percebam que não assumimos para ficar medindo forças, mas para somar forças”, reforçou.

Cenário político

Marcelo Miranda aproveitou a oportunidade para comentar o momento político que passa o país e o cenário de desgaste vivenciado em virtude de denúncias, em que a maior prejudicada é a população.

“Minha tristeza é perceber que somos tachados com os piores adjetivos, antes mesmo de sabermos do que realmente somos acusados e, nesse contexto, a população que nos elegeu é a grande prejudicada”, afirmou o governador assegurando que desconhece atos ilícitos durante a sua campanha e que está à disposição da Justiça para esclarecer qualquer fato. “Tenho a dizer que desconheço o recebimento de qualquer valor não registrado na minha campanha”, concluiu.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.