Irmão do deputado Olyntho Neto é preso com R$ 500 mil reais

Polícia Civil informou que recebeu denúncia de extorsão e, por isso, foi à agência bancária

Foto: PF

O advogado Luís Olinto Rotoli Garcia de Oliveira, irmão do deputado estadual e candidato à reeleição Olyntho Neto (PSDB), foi detido em flagrante pela Polícia Civil, na última segunda-feira (1º/10), com aproximadamente R$ 500 mil em dinheiro quando saía de uma agência bancária, em Araguaína.

A Polícia Civil informou que recebeu denúncia de extorsão e, por isso, foi à agência bancária. Quando os agentes tentaram a abordagem, os homens fugiram e, por isso, houve perseguição policial por alguns metros. Após as averiguações de rotina, os agentes também apreenderam um policial militar que estava na caminhonete com o irmão do parlamentar.

A polícia concluiu, ao identificar os homens, que havia indícios de crime eleitoral, ao invés de extorsão e, por isso, encaminhou o caso para a Polícia Federal, acompanhado de toda a quantia monetária e aparelhos celulares, que serão submetidos a análise e deliberações da Justiça Eleitoral.

Segundo o relatório da Polícia Civil, o irmão de Olyntho Neto estava em um carro da Assembleia Legislativa do Tocantins – à disposição do parlamentar – quando foi abordado, junto com motorista Edilson Ferreira, que exerce o cargo assessor militar da Casa de Leis. À PC, o advogado negou que os R$ 500 mil fossem para campanha eleitoral, mas sim para compra de gado, fruto de herança de sua avó. “Entretanto, ele disse que não detinha contato com nenhum vendedor, que ficaria com o valor em casa e que compraria no futuro”, descreve o Termo Circunstanciado de Ocorrência.

Em nota, o deputado e candidato a reeleição afirmou que a apreensão não está
relacionada à sua campanha eleitoral.

Confira a nota na íntegra:

O deputado Estadual e candidato à reeleição Olyntho, está neste momento cumprindo intensa agenda de campanha no interior do Estado.
O deputado esclarece que o Sr. Luiz, é empresário, advogado e que todas as atividades que exerce são independentes e têm origem lícita, e não possuem vínculo algum com a campanha eleitoral.
Qualquer fato referente ao irmão do deputado será esclarecido pelo mesmo.
Olyntho Neto
Deputado Estadual
Ananás, 1º de Outubro de 2018.”

Mais dinheiro apreendido

Já nesta terça-feira (2), três pessoas foram detidas na TO-050, na barreira da Polícia Rodoviária Estadual entre Porto Nacional e Palmas, em um táxi com aproximadamente R$ 1,2 milhão em espécie. O taxista relatou não ter conhecimento do conteúdo das maletas, trabalha com táxi em Porto Nacional há dez anos e foi chamado a um hotel para levar dois passageiros até uma pista de pouso e decolagem entre Palmas e Paraíso.

Os homens conduziram os policiais até a referida pista de pouso, onde um avião aguardava os dois passageiros, que ainda não tiveram os nomes divulgados. Ato contínuo, a aeronave foi apreendida e o piloto levado para prestar depoimento à Polícia Federal, uma vez que há suspeitas de crime eleitoral. Nem os dois homens e nem tampouco o piloto, não conseguiram explicar a origem do dinheiro. Após apreender os celulares dos investigados, a Polícia encontrou trocas de mensagens de um dos detidos com um conhecido político de Goiás e outras pessoas do Estado do Pará, cujos nomes, até o momento, não foi revelado para não frustrar outras operações policiais.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.