Fechado acordo entre grupos de Marcelo e Kátia Abreu

O ex-deputado Derval de Paiva é o novo o presidente da sigla no Tocantins e a deputada federal Josi Nunes fica com a primeira vice. A secretaria-geral foi para Paulo Lima, do grupo da senadora

Ex-deputado Derval de Paiva assume a presidência do partido e põe fim a uma briga pelo comando do PMDB que poderia terminar na Justiça

Ex-deputado Derval de Paiva assume a presidência do partido e põe fim a uma briga pelo comando do PMDB que poderia terminar na Justiça

Gilson Cavalcante

O acordo entre as duas alas restabeleceu a harmonia dentro do PMDB, que começará agora a se preparar para as eleições municipais de 2016. “Fizemos a composição meio a meio para criar um consenso e uma unidade dentro das possibilidades. Essa comissão que está sendo eleita hoje (dia 15) é o primeiro passo para poder caminhar juntos e buscar organizar o partido para as próximas eleições”, observou a depu­tada Josi Nunes. “Um partido desorganizado não consegue enfrentar as batalhas eleitorais”, acrescentou a parlamentar.

Na avaliação da vice-presidente do partido, o PMDB atualmente tem condições de sentar à mesa e debater. “Que de hoje em diante não tenha mais essa história de ala de divisão, que hoje a gente entenda que existe uma ala apenas, o PMDB”.

De acordo com Derval, o consenso só foi possível após várias rodadas de discussões e diálogo. “Só foi possível porque o consenso e a proteção divina deram a sua contribuição neste instante; o partido está no rumo certo, porque achamos o caminho da paz, após alguns atritos”, considerou. “O partido está aprumado e no rumo certo”, emendou.

O governador Marcelo Miranda falou do orgulho em pertencer ao PMDB. “Tenho a alegria de chegar hoje aqui e dizer que voltou o verdadeiro PMDB. É nas experiências e na maturidade das nossas diferenças que vamos encontrar o melhor caminho para o Tocantins e para o Brasil”, disse ao lembrar que “em uma democracia não há espaço para ações isoladas e hoje temos a nossa união neste novo tempo do Estado que é de reconstrução”.

A deputada federal Dulce Miranda destacou a história do partido e ressaltou que o consenso só foi possível depois de muito diálogo. O acordo, no seu entendimento, vai possibilitar o crescimento do PMDB.

O deputado federal Carlos Ga­guim disse que Kátia mandou o recado de que o ministério está a disposição do tocantins. “Com o compromisso da ministra em ajudar o Tocantins, vamos conseguir trazer as obras necessárias para ajudar o nosso povo e fazer o Tocantins voltar a crescer”, discursou o parlamentar. Ele garantiu que o PMDB conta com uma bancada unida tanto na Câmara quanto na Assembleia Legislativa, com o objetivo de traba­lhar e ajudar o governador Marcelo Miranda a avançar.

 

A composição da Executiva Estadual

Presidente – Derval de Paiva
1ª vice-presidnete – Deputada Josi Nunes
2º vice-presidente – Deputado Carlos Gaguim
3ª Vice-presidente – Deputada Dulce Miranda
Secretário Geral – Paulo Lima
Secretário Adjunto – Lázaro Quirino
Primeiro Tesoureiro – Eurípedes Martins
Segundo Tesoureiro – Deputado Nilton Franco

Suplentes:
1º – Antônio Pádua
2º – Rogério Freitas
3º – Emerson Coimbra
4º – Alípío Barbosa.

Vogais
Kátia Abreu, Dito Farias, Osvaldo Reis e Leomar Quintanilha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.