Estado aumenta arrecadação de ICMS e deve fechar ano em R$ 2,8 bilhões

Sindifiscal | Foto: Divulgação

O Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Tocantins (Sindifiscal) elaborou um relatório sobre a arrecadação do estado e esclareceu que somente do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) o Estado recolheu, de janeiro a agosto, R$ 1,871 bilhões.

Baseado nestes números, o Sindifiscal projeta R$ 2,8 bilhões de renda ao estado até o fim do ano. Segundo dados da entidade, a arrecadação de ICMS em agosto apresentou alta e chegou a R$ 243.939.473,00, o que representa um crescimento de 5,3% quando comparado aos R$ 231.570.674,00 do mesmo mês de 2017, valor atualizado pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPCA).

Já o Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) chegou a R$ 28.506.181,00 no mês passado, que, comparado ao valor arrecadado no mesmo mês de 2017 — R$ 27.886.129,00 —, correspondeu a um acréscimo de 2,22%, já descontada a inflação do período.

Ainda em relação à arrecadação do ICMS, em 2017 ocorreu um crescimento de 7,4% na comparação com o ano anterior, valor bem superior a inflação de 2,95% registrados pelo IPCA, que, mesmo sendo descontado, corresponde a 4,45% de crescimento real. Tudo isso em um ano que, segundo muitos economistas, o Produto Interno Brasileiro (PIB) do País cresceu aproximadamente 0,86%.

“É preciso valorizar o auditor fiscal, que mantém o Tocantins como o segundo estado do Brasil que mais cresce em arrecadação. Insistimos pelo reconhecimento e respeito a essa categoria porque sabemos que todo o investimento feito nas condições de trabalho e valorização do auditor é revertido em potencial de bem-estar para a população e crescimento para o estado”, defendeu o presidente do Sindifiscal, João Paulo Coelho.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.