Disputa para a Câmara Federal promete ser das mais acirradas

Equilíbrio entre os candidatos ao governo contribui para aumentar o número de postulantes aos cargos proporcionais

A movimentação dos pré-candidatos ao governo do Estado – Wanderlei Barbosa (Republicanos), Ronaldo Dimas (PL), Paulo Mourão (PT), Osires Damaso (PSC), Laurez Moreira (PDT), Ataídes Oliveira (PROS) – não deixa dúvida de que esta promete ser uma das eleições mais disputadas também para a Câmara Federal.  Pelo nível da concorrência, é possível prevê que alguns dos atuais deputados não conseguirão renovar o mandato.

Dos oito deputados federais que compõem a representação do Tocantins – Tiago Dimas (Podemos), Carlos Henrique Gaguim (Republicanos), Vicentinho Júnior (PP), Eli Borges (SD), Dulce Miranda (MDB) e Célio Moura, Osires Damaso (PSC) e Dorinha Seabra (SD) –apenas os dois últimos não são candidatos a reeleição. Dorinha pretende disputar a cadeira do Senado e Damaso, o governo do Estado.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Toinho Andrade (UB), e o deputado Ricardo Ayres (Republicanos) são deputados estaduais que trabalham para estar em Brasília no próximo mandato. Ayres trocou o PSB pelo Republicanos, partido do governador Wanderlei Barbosa que tem condições de eleger pelo menos dois deputados federias. Ayres aposta neste filão.

Estão ainda nesta disputa o ex-prefeito de Palmas Carlos Amastha (PSB); o ex-senador Leomar Quintanilha que acaba de se filiar ao PDT; o ex-prefeito de Araguatins Cláudio Santana (Republicano); o ex-prefeito de Taguatinga Miranda Taguatinga (Republicanos); o ex-prefeito de Augustinópolis Júlio Oliveira (Podemos); o presidente do Conselho Federal de Odontologia (CFO), Juliano do Vale (Republicanos); o médico Paulo Erivan (PSD); o advogado Kita Maciel (Podemos); e o cientista político Gylwander Peres, que trocou o Pros pelo PTB.

Esses são apenas alguns nomes que já foram lançados. Alguns partidos ainda estão definindo a lista. O pré-candidato ao governo Laurez Moreira, que preside o PDT, informa que o partido já tem chapa completa, mas que só deve anunciar os nomes após o encerramento da janela partidária.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.