Campanha começa morna na mídia eletrônica e redes sociais

Os três principais candidatos ao governo do Tocantins — Marcelo Miranda, Sandoval Cardoso e Ataídes Oliveira — iniciam horário eleitoral em tom ameno nas poucas farpas e acusações mútuas

Gilson Cavalcante

Marcelo Miranda (no alto), Sandoval Cardoso (no meio) e Ataídes Oliveira: foi dada a largada

Marcelo Miranda (no alto), Sandoval Cardoso (no meio) e Ataídes Oliveira: foi dada a largada

No primeiro debate realizado pela Band TV, o governador e candidato à reeleição (SD) Sandoval Cardoso cutucou o seu principal adversário nessas eleições, Marcelo Miranda (PMDB), ao questioná-lo sobre o seu planejamento para a área de saúde durante o período em que administrou o Estado.

“Qual foi o planejamento deixado na saúde durante o período em que esteve à frente do governo, por quase oito anos? Ah, o senhor foi cassado”, disse Sandoval ao peemedebista, em tom de ironia.

Miranda não titubeou e respondeu o questionamento com uma crítica: “Não adianta querer enganar a população, a saúde está um caos, não queira imputar às pessoas a sua incompetência para administrar o Estado”.

No programa gratuito da TV, Sandoval destacou que a sua principal proposta é dar estabilidade ao Estado e trabalhar com honestidade. “É impossível olhar o Tocantins e não enxergar um futuro novo. Tenho muita vontade de fazer o certo, esse é o futuro que nos espera”, afirmou.

O candidato do SD utilizou seus quase oito minutos de espaço na TV para apresentar os avanços de seus pouco mais de 120 dias de Governo. “Quando assumi não fiquei reclamando de problemas, fui logo trabalhando, enfrentando e resolvendo um problema de cada vez”, observou Sandoval.

Destacou ainda que, mesmo em pouco tempo, seu governo já de­senvolve mais de 200 frentes de serviço. No entendimento de San­doval, o Tocantins já perdeu muito com brigas políticas, teve cinco governadores em quatro anos. “Não tem Estado que aguente”.

Acabar com discurso autoritário

No programa da coligação A Experiência Faz a Mudança, o destaque foi a associação de Marcelo Miranda com o ex-presidente Lula, com o discurso da mudança. As imagens foram reproduzidas sob a titulação de “fatos que marcaram o Tocantins”. Na série também foi destacado o rompimento do peemedebista com o ex-governador Siqueira Campos. “Chegou a hora de acabar com o discurso autoritário de que o Tocantins só tem um dono. O Tocantins é de todos nós”, diz Marcelo em vídeo de arquivo.

O peemedebista afirma no vídeo que está preparado para a res­ponsabilidade que é realizar “a mudança que o povo quer”. Marcelo Miranda ainda criticou a atual situação do Estado. “O Tocantins parou no tempo, o Tocantins está abandonado, o Tocantins precisa de mudança. Venha comigo nessa caminhada”, conclama o ex-governador.

O programa eleitoral do senador Ataídes Oliveira, com apenas 1 minuto e 59 segundos, apenas narrou a história do “menino humilde que se tornou empresário de sucesso”, segundo o apresentador do programa do candidato. Ataídes disse que a sociedade está “cansada e desgastada pelo abandono e desgoverno da máquina pública nos últimos anos”.

O candidato do Pros não pou­pou críticas aos seus dois adversários ao se colocar como político novo, “sem vícios e sem rabo preso”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.