Ataídes Oliveira deixa empresa para intensificar pré-campanha ao governo

Empresário e ex-senador iniciou o ano deixando a presidência do Grupo Araguaia para se dedicar exclusivamente à política

Novo escritório político de Ataídes, ainda a ser inaugurado | Foto: Reprodução

Pré-candidato ao governo do Tocantins, o ex-senador Ataídes Oliveira (Pros) iniciou o ano deixando a presidência do Grupo Araguaia com vistas a dedicação total para o ano eleitoral.

A semana foi marcada por reuniões nas empresas que compõem o grupo, entre elas a Construtora Araguaia, o Shopping Araguaia, Academia ArtSport e concessionárias Honda em Goiás.

“As empresas do grupo ficam sob administração de uma equipe muito competente e estou muito tranquilo com a decisão. Agora é o momento de me dedicar aos tocantinenses. Deus foi magnífico comigo, ainda estou jovem e posso contribuir muito mais, não só gerando emprego e renda e pagando impostos, mas melhorando a vida das pessoas. Isso que me motiva a investir na política”, explicou o ex-senador.

Nos próximos dias, Ataídes retoma as viagens ao interior do Estado. Mais de 80 municípios já foram visitados, cumprindo agenda com líderes políticos locais. A intenção é visitar todos os municípios do Tocantins. “A gente vai seguir ouvindo, levando nossa mensagem e discutindo o que é preciso ser feito para alavancar esse estado. Tivemos uma receptividade incrível em todos os municípios em que estivemos e os próximos meses exigem muita dedicação. Serão decisivos para mudar o rumo do Tocantins”, afirmou.

Escritório político
Na capital, Ataídes passará a receber as lideranças no novo escritório político, localizado na avenida Teotônio Segurado, em frente ao Bob’s. O espaço passa por adequações, mas deve ser inaugurado ainda neste mês.

“Vamos trabalhar na formação de um grupo político que tenha compromisso com nosso povo. A instabilidade política tem judiado muito do nosso Estado e da nossa gente. O Tocantins é muito rico, o que que está faltando é competência e gestão. Falta um administrador honesto, que tenha competência, que tenha vontade de fazer e acima de tudo coragem para tomar as decisões. Equilibrar as contas públicas, acabar com a corrupção, implantar uma boa política de incentivo fiscal, abaixar a carga tributária, qualificar a mão de obra… esse é um bom caminho para começar e avançar”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.