A Santa Casa de Anápolis anunciou que a partir desta sexta-feira, 26, está paralisando suas atividades não emergenciais. Os motivos seriam falta de medicamentos, materiais e equipe médica e multiprofissional. A instituição é privada, mas depende de repasses da prefeitura e do governo estadual para se manter.

A Secretaria de Estado da Saúde, por nota, disse que possui um plano de fortalecimento (cofinanciamento) para a Santa Casa de Anápolis e que repassa financeiramente valores para o município destinados a diversos serviços oferecidos realizados pela instituição.

Ainda de acordo com a pasta, o acesso aos hospitais da rede estadual acontece por meio do Complexo Regulador Estadual e, caso haja necessidade de transferência de pacientes, a SMS deverá fazer a solicitação no sistema de regulação de vagas.

Confira a nota da Santa Casa de Anápolis:

Conforme notificado à Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis, mediante grave risco assistencial por insuficiência de medicamentos, materiais e equipe médica e multiprofissional, a Santa Casa de Anápolis informa que:

– A partir das 00:00h do dia 26/05/2023 serão suspensos os serviços não-emergenciais no Pronto Atendimento Obstétrico.

Permanecem suspensos:

– Admissões via Complexo Regulador Municipal;

– Serviço ambulatorial de coleta de exames laboratoriais.

Reiteramos o nosso compromisso em oferecer um atendimento de qualidade e com segurança para os pacientes de Anápolis e região, e esperamos restabelecer os serviços o mais breve possível.

Confira nota da SES na integra:

Nota SES-GO

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES) esclarece que possui junto ao município de Anápolis um plano de fortalecimento (cofinanciamento) para a Santa Casa de Anápolis. A SES repassa financeiramente valores para o município, para diversos serviços realizados na instituição, conforme precificação da produção e serviços ofertados. O município é responsável pelo repasse à Santa Casa.

A SES informa ainda que os repasses estão atualizados e em dia, e neste ano, já foram repassados R$4.567.597,69 para o Fundo Municipal de Saúde de Anápolis, para custeio da unidade hospitalar, sendo o último repasse realizado em 23 de maio de 2023 no valor de R$864.738,05.

A pasta esclarece ainda que os repasses destinados para a Santa Casa de Anápolis tem como objetivo fortalecer a Atenção Regionalizada, ampliando os serviços ofertados pelo Sistema Único de Saúde na Região de Saúde Pireneus, composta por 10 municípios. A SES-GO também conta com outras dois hospitais próprios na região, sendo o Hospital Estadual de Anápolis Dr. Henrique Santillo e o Hospital Estadual de Pirenópolis Ernestina Lopes Jaime, destinados aos atendimentos em média e alta complexidade.

Por fim, a SES-GO informa que o acesso aos hospitais da rede estadual acontece por meio do Complexo Regulador Estadual e, caso haja necessidade de transferência de pacientes, a SMS deverá fazer a solicitação no sistema de regulação de vagas.