Mudança no hábito de consumo abre espaço para novos negócios

Sebrae estudou o mercado goiano por cinco anos para indicar tendências de negócios e características da nova geração de consumidores

Documento aponta 17 macrotendências de consumo e 110 oportunidades de negócios para os próximos anos | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

 

O mercado consumidor goiano acompanha a revolução global na forma de adquirir bens e serviços. As gerações passadas empenhavam dinheiro e tempo para comprar bens móveis e imóveis pelo simples prazer de possuí-los. A chamada Geração Z, de pessoas que nasceram a partir dos anos 1990, revolucionou a relação de consumo no mundo. Os jovens dessa geração querem experimentar um bem sem necessariamente possuí-lo.

Essas mudanças nas relações de consumo obrigaram o mercado fornecedor a se reajustar para oferecer experiências e não bens, guardadas as devidas proporções de necessidade de moradia, por exemplo.

O diretor-superintendente do Sebrae em Goiás, Leonardo Guerra Rezende, explica de forma sucinta para apresentar o novo documento publicado pelo órgão. “As pessoas querem viver a experiência de se deslocar até outro lugar sem necessariamente possuir um carro”. As analogias, de fato, são aplicadas nos novos modelos de negócios há alguns anos. Vide aplicativos de telefone celular que oferecem variados serviços de entrega de comida, transporte particular e outros. Essas tendências seguem o caminho da economia compartilhada, como explica Leonardo Guerra. 

Tendências

“Essa geração vai tomar conta do mercado nos próximos anos. A melhor coisa é observar o mercado e identificar as novas oportunidades de negócios onde os consumidores querem novas experiências de vida”, diz o diretor do Sebrae.

O documento do Sebrae aponta 17 macrotendências e 110 oportunidades de negócios em Goiás para os próximos cinco anos. O estudo é resultado de análise de tendências de consumo, mercado e negócios de pequeno porte aos goianos. O livro pretende fomentar a criação de um ecossistema para geração de negócios e difundir o empreendedorismo como estilo de vida. 

As 17 macrotendências sugeridas pelo documento são: Mundo digital, O futuro do trabalho, Consumo consciente e sustentabilidade, Economia compartilhada, Agronegócio, Prazer e saúde à mesa, Nichos de mercado,  As novas famílias e seu cantinho no mundo, Faça você mesmo, Mercado pet, Envelhecimento da população, O poder da mulher no mercado, Consumo precoce, Economia de tempo e praticidade, Saúde e beleza e (In) Segurança e franquias.

Para identificar os temas, a pesquisa leva em conta a nova realidade demográfica de Goiás, a urbanização e interiorização do desenvolvimento, a universalização da internet e outros tópicos. 

“O Sebrae construiu metodologias importantes ao longo dos anos para ajudar os empresários a montarem, estudarem e estruturarem seus negócios”, esclarece Leonardo Guerra. 

Diretor-superintendente do Sebrae, Leonardo Guerra Rezende, afirma que as gerações consumidoras mudam a cada cinco anos | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

O Sebrae publica o livro com novas tendências a cada cinco anos por causa das variações econômicas no Brasil e no mundo, novas gerações de consumo entrando no mercado e influenciando as decisões políticas. 

Casa de cuidados para idosos aposta em “experimentação” 

A empresária Iracilda Sindou Doederlein trouxe sua expertise de 30 anos em cuidados para idosos, no Rio de Janeiro, para Goiânia. O Sossego Residencial para Idosos foi aberto no bairro Jardim América há três anos. A casa disponibiliza 18 dormitórios, segurança on-line via monitoramento por câmeras e horário de visita livre como diferencial. 

“A diretoria da casa incentiva os familiares a visitarem os idosos diariamente, se puderem, ou ligarem sempre para conversar. Nós cuidamos dos idosos como gostaríamos de ser cuidados. Temos uma equipe técnica qualificada para isso”, explica Iracilda. 

A ideia surgiu da união entre a necessidade de trabalhar e a situação de saúde do esposo de Iracilda. A empresária é diplomada em Técnicas de Enfermagem e Massoterapia. “Atuo nessa área há 30 anos. Juntei o útil ao agradável”, comemora Iracilda.

Iracilda Doederlein abriu a Sossego Residencial para cuidar de idosos com dedicação máxima como diferencial | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

A empresária tem o filho Pedro Paulo Doederlein como sócio no Sossego Residencial para Idosos para ajudar na administração. “Os idosos se sentem em casa, são bem cuidados e isso é importante para a família que os deixam aos nossos cuidados. As famílias ficam receosas, por isso acolhemos os idosos com toda profissionalidade exigida”, explica Pedro Paulo. 

Casal explora nicho infantil no saturado mercado do jeans

Os empresários Regiane Vargas e Hugo Oliveira abriram uma loja no Goiás Center Modas há menos de um mês, em meio ao saturado mercado de jeans da Rua 44. Mas, o negócio atingiu um nicho relativamente pouco explorado: infanto-juvenil. 

Hugo Oliveira conta que escutava das crianças que não gostavam de jeans porque machucava ou era incômodo no corpo. Com o relato de dezenas de crianças, o casal criou a própria confecção, modelagem e contratou profissionais para atender esse mercado tão exigente. 

“As crianças nos contavam tudo que incomodavam no uso do jeans. Agora fazemos de tudo para atendê-los de acordo com as expectativas. Outro lado analisado é que tem poucas pessoas fabricando jeans infanto-juvenil em Goiás. A maioria vem de fora apenas para revenda”, conta Hugo Oliveira. 

Hugo Oliveira e Regiane Vargas esperam crescer junto com o mercado da moda goiana | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

O empresário espera crescer junto com o mercado da moda goiana. A previsão é de um aumento de 3,21% na produção e lucro a cada ano até 2025. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.