Metodologia desenvolvida pela ONU é bastante procurada no Sebrae-GO por empreendedores

Curso de capacitação oferecido pela metodologia Empretec, da Organização das Nações Unidas, forma, por ano, 10 mil pessoas no Brasil

 

O espaço Salve Coletivo é um empreendimento que foi idealizado com a ajuda do Sebrae-GO e da metodologia Empretec | Divulgação

Cláudio Ribeiro

Empreender, criar seu próprio negócio, é o sonho de muitas pessoas, no mundo todo. O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Goiás (Sebrae-GO) oferece ao público goiano várias modalidades de auxílio para execução destes sonhos. Entre estes auxílios, estão os cursos de capacitação, gestão e orientação diversos, os quais estão à disposição do público em todas as microrregiões do estado. Um desses cursos é o Empretec, uma metodologia criada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O Empretec tem por finalidade desenvolver características de comportamento empreendedor e noções de identificação de novas oportunidades de negócios. Esta tecnologia está presente em 34 países, e chegou ao Brasil no ano de 1993. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empreas (Sebrae Nacional) foi quem firmou pareceria com a ONU para a execução da metodologia do Empretec no Brasil.

Portanto, há mais de vinte anos, o Empretec vem capacitando, via Sebrae, a milhares de pessoas que procuram empreender mais e melhor. Ao longo desse período em que vige no país, o Empretec já capacitou cerca de 230 mil pessoas. Quase 10 mil turmas já foram abertas nos vinte e sete estados da Federação, e cerca de 10 mil pessoas se formam a cada ano.

Um exemplo empreendedor capacitado pelo Empretec é Henrique Taveira Chater, proprietário do espaço Salve Coletivo, localizado no setor Nova Suíça, em Goiânia, que mescla ambiente descontraído e alternativo, com arte urbana e outras formas de expressão correlatas, e bar e comida, em estilo happy hour. Em entrevista ao Jornal Opção, Henrique disse que começou as obras do negócio em agosto de 2016, e “já funcionam algumas empresas lá dentro, mas o espaço ainda não está 100% ativo.” O público frequentador do Salve Coletivo está na faixa etária que varia dos 20 aos 40 anos de idade.

Indagado sobre como ficou sabendo do Empretec, Henrique respondeu que foi por meio de sua mãe, que também havia feito o curso. Segundo o empreendedor, o Empretec lhe deu “uma visão mais crítica e mais estratégica” de conduzir os seus negócios. “Aprendi muito sobre planejamento e realização de tarefas, para no fim atingir meu objetivo”, completa Henrique. A­pe­sar de ter sido este o único curso fei­to no Sebrae-GO, até o momento, o empreendedor diz que o Em­pre­tec foi decisivo para a evolução de sua postura como empreendedor.

Outro exemplo de empreendedor goiano ouvido pelo Jornal Opção, que se serviu da metodologia do Empretec foi Sara Molina, proprietária de La Molina. Sara é empreendedora do ramo da indústria e comércio de roupas íntimas, tendo começado o seu negócio em setembro de 2013.

Indagada sobre como começou a empreender neste ramo, Sara disse que, “na verdade, foi uma oportunidade que me apareceu, ao acaso. Eu trabalhava, mas precisava de um dinheiro extra. Daí então, comecei a comprar roupas íntimas para revender. Eu comprava de uma amiga que trabalhava em uma loja deste ramo. Depois, decidi criar a minha própria marca e produzir minhas próprias peças.”

Quanto ao momento em que efetivamente conheceu o Empretec, Sara disse que já tinha ouvido falar no curso há muito tempo. “Conhecia o Empretec há muitos anos. Não me lembro exatamente quando travei contato com o curso. Mas, meu interesse foi reavivado quando participei de um dos seminários para empreendedores. Na ocasião, o Empretec foi mencionado e, então, resolvi fazer o curso.”

Luciana Albernaz, Diretora de Administração e Finanças do Sebrae-GO | Foto: Divulgação

A respeito do impacto que o curso lhe proporcionou, Sara responde, dizendo que “o Empretec me despertou a ser de fato uma empresária, uma empreendedora. Me possibilitou ter meu próprio negócio que preciso desenvolver, levar adiante. Uma atividade que realmente precisa de mim.” A empreendedora disse ainda que a metodologia lhe possibilitou mudar seu comportamento: “As ações que eu tomo para o negócio gerar resultados satisfatórios, em grande parte, as aprendi com o Empretec.”

O Empretec foi um dos principais cursos que Sarah fez junto ao Sebrae-GO, mas certamente aquele que mais a transformou em empreendedora, de fato.

Ao Jornal Opção, também falou sobre o Empretec o Gerente da Regional Metropolitana de Goiânia do Sebrae-GO, Ulisses Fontoura. Ulisses reforçou que as principais características do Empretec são “o desenvolvimento de características de comportamento empreendedor e para a identificação de novas oportunidades de negócios.” No Brasil, continua Ulisses, “o Empre­tec é realizado exclusivamente pelo Sebrae e já capacitou cerca de 230 mil pessoas, em 9,8 mil turmas distribuídas por todo o país.

Segundo pesquisa do Sebrae Nacional, realizada com 3.482 clientes atendidos em 2015, Ulisses disse que “a satisfação geral com o Empretec é muito positiva, com nota média de 9,1 pontos, sendo que 74% estão muito satisfeitos (atribuíram notas 9 ou 10).” Além disso, para o público “que mesmo após o Empretec ainda não empreendeu (empregados, autônomos, desempregados, estudantes, aposentados, servidores públicos), a percepção de melhoria na empregabilidade é elevada, alcançando 85%. A renda atual/pós-Empretec desse público é maior para 42% e igual para 51% dos entrevistados.”

“A maior parte das empresas”, ressalta Ulisses, “após a participação no Empretec, registrou um aumento no faturamento mensal.”

Sobre quais os principais resultados que o empreendedor pode esperar do Empretec, Ulisses disse que, a metodologia “permite ao indivíduo conhecer, trabalhar e rever seu comportamento empreendedor, permite trabalhar o seu ‘eu’, rever comportamentos e atitudes, possibilidade de melhorias em comportamentos menos desenvolvidos e utilizados no seu dia a dia e nos negócios. É um repensar interior.”

Esta fala do Gerente da Re­gional Metropolitana de Goiânia do Sebrae-GO corrobora aqui que fora dito pela empreendedora Sara Molina. Isto é, a metodologia do Empretec, de fato, transformar o comportamento do empreendedor, tornando-o hábil e capaz de exercer com mais destreza seu próprio negócio.

Sobre como o SebraeGO disponibiliza essa metodologia, e como o empreendedor faz para saber desenvolvê-la, Ulisses disse que basta procurar uma unidade do Sebrae-GO, pessoalmente, ou por telefone, e inscrever-se para seleção. Depois, é agendada uma entrevista com o empreendedor, a fim de que ele exponha as suas necessidades cotidianas, a situação do negócio, etc. A partir daí, o Sebrae-GO o autoriza ou não a fazer o Seminário Empretec. Se for autorizado, há o pagamento de uma taxa para viabilizar o acesso.

No total, são 60 horas de curso – em caráter de imersão – por 6 dias consecutivos.
Segundo Ulisses, há dez característica comportamentais principais que o Empretec busca estimular no empreendedor.

São elas:
1) Busca de oportunidade e iniciativa;
2) Persistência;
3) Comprometimento;
4) Qualidade e eficiência;
5) Riscos calculados;
6) Estabelecimento de metas;
7) Busca de informações;
8) Planejamento e monitoramento sistemático;
9) Persuasão e rede de contatos;
10) Independência e autoconfiança.

Perguntado ainda sobre quantas pessoas buscam, por ano, capacitação no Empretec, em Goiás, Ulisses disse que, “nos últimos anos, o Sebrae-GO, capacitou cerca de 130 pessoas anualmente, porém para 2017, planejamos capacitar 400 pessoas apenas na Regional Metropo­litana de Goiânia e em torno de 550 pes­soas em todo o Estado de Goiás.”

Aos alunos, o Empretec também oferece:
1) Um workshop assinado pelo Sebrae, pela Agência Brasileira de Cooperação de Ministério das Relações Exteriores e pelo Pro­gra­ma das Nações Unidas para o De­sen­volvimento (PNUD – ONU);
2) Seminários intensivos de 6 dias;
3) Métodos e técnicas de ensino mundialmente testados;
4) Instrutores altamente capacitados, credenciados junto à Organização das Nações Unidas;
5) Reputação de ter formado mais de 50.000 alunos que hoje conduzem, com sucesso, suas empresas;
6) Material didático de excelente qualidade.

Na opinião de Luciana Alber­naz, Diretora de Administração e Finanças do Sebrae-GO, cursar o Empretec é “uma oportunidade para o empreendedor ou empresário que já tem uma empresa am­pliar seus conhecimentos, ampliar suas redes de contatos e inovar na gestão.” O Sebrae, em Goiás, diz a Diretora, “realiza os encontros todos os meses, na Capital e interior , de forma a atender os que demonstram interesse e habilidades empreendedoras. A equipe de instrutores realiza um trabalho de reconhecimento internacional.” l

Cronograma Empretec 2017

Entrevistas Seminário
16 a 20.01.17 23 a 28.01_1ª Edição
06 a 10.03.17 20 a 25.03_2ª Edição
10 a 14.04.17 24 a 29.04_3ª Edição
08 a 12.05.17 23 a 28.05_4ª Edição
05 a 09.06.17 19 a 24.06_5ª Edição
03 a 07.07.17 17 a 22.07_6ª Edição
10 a 14.07.17 24 a 29.07_7ª Edição
26 a 30.06.17 07 a 12.08_8ª Edição –

Inhumas
07 a 11.08.17 21 a 26.08_9ª Edição
28.08 a 01.09.17 11 a 16.09_10ª Edição
11 a 15.09.17 25 a 30.09_11ª Edição
02 a 06.10.17 16 a 21.10_12ª Edição
30.10 a 01.11.17 06 a 11.11_13ª Edição
06 a 10.11.17 20 a 25.11_14ª Edição
27.11 a 01.12.17 11 a 16.12_15ª Edição
04 a 09.12.17 18 a 23.12_16ª Edição

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.