Empresário recebe consultoria em planejamento: “Consciência do negócio está maior”

Diretor de centro automotivo em Goiânia conta como tem traçado planos para fazer o seu empreendimento crescer após assessoramento do Sebrae

Alyson Nogueira, proprietário da Menno Centro Automotivo: “Eu precisava de um auxílio
para que a tomada de decisões fosse assertiva ao máximo”

Fernanda Garcia

Mesmo gerindo uma empresa que já acumula mais de três dé­ca­das no mercado, Alyson Nogueira, de 42 anos, não hesitou em procurar ajuda para ampliar seus negócios. A unidade goiana do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) parecia o lugar adequado para o empresário. Entre os diversos tipos de consultoria oferecidos pela entidade, o proprietário da Menno Centro Automotivo escolheu o de Plano de Negócio e revela que as perspectivas de crescimento têm ficado cada vez mais próximas da realidade.

“Eu precisava realizar um estudo, levantar dados, e eu não estava conseguindo fazer isso. Por mais que eu tenha a empresa e conheça o meu negócio, eu precisava de um auxílio para que a tomada de decisões fosse assertiva ao máximo”, conta. “O plano de negócio é composto por vários detalhes e precisa ser alimentado e eu não sabia por onde começar”, complementa.

A Menno Centro Automotivo era um sonho em família. O estabelecimento foi fundado em 1981, pelo pai de Alyson, Euclides Nogueira, e funcionava como uma oficina mecânica. Não demorou muito para que o patriarca começasse a colocar em prática as suas aspirações. Poucos anos depois, foi incorporado o varejo de peças e assessórios aos serviços oferecidos pela empresa. Na mesma época, Euclides faleceu, mas isso não significou a interrupção das atividades, e a direção do negócio foi transferida para os filhos Alyson e Alessandra.

Reconhecendo que ainda havia um caminho a ser percorrido, os novos proprietários continuaram a aprimorar o trabalho, pautando o serviço em altos padrões tecnológicos e sempre buscando mantê-lo atual. Alyson destaca o planejamento como um dos elementos fundamentais para a modernização dos empreendimentos. “O planejamento consegue te traduzir antecipadamente o risco que você tem”, diz. Ele explica que frequentemente o empresário é dominado por uma ânsia de abrir o seu negócio e fazê-lo crescer o mais rápido possível. “Sem analisar os riscos, pode-se ter um sucesso, mas, em maioria, pode-se ter um fracasso por questão de detalhes”, argumenta.

Alyson Nogueira, proprietário da Menno Centro Automotivo: “Eu precisava de um auxílio para que a tomada de decisões fosse assertiva ao máximo”

Ao contratar o Plano de Negócio do Sebrae, a Menno recebeu uma avaliação e, por meio de um sistema estruturado para aquele tipo de consultoria, foi possível organizar as medidas necessárias para ampliar a casa. O diretor revela que um estudo regional foi executado, com uma pesquisa detalhada sobre a vizinhança, o que colaborou no levantamento de potencial de clientes na área.

“Tudo é levantado. É um sistema muito interessante e que te auto-orienta”, afirma. De acordo com o empresário, aspectos diversos da gestão organizacional são levados em conta, como marketing, financeiro e comercial. “Por exemplo, na parte financeira, em que você tem que mensurar produtos, serviços, quantidade de funcionários, tudo isso é feito de passo em passo para, no final, conseguir o resultado ideal para saber se a empresa será viável ou não daquela forma”, explica.

Com as orientações, Alyson teve sua visão de negócio reconfigurada. Apesar de ainda não ter de fato implantado os procedimentos, o empreendedor esclarece que agora pondera e analisa suas decisões com mais afinco a fim de garantir a tão desejada evolução: “A consciência do negócio está maior, consigo hoje ver com amplitude cenários que eu não estava enxergando”.

Planejar é investir

O Sebrae é conhecido por oferecer atendimento aos pequenos em­preendedores e àqueles que cultivam o desejo de ser dono no próprio negócio. Entre as variadas atividades, como cursos, palestras e seminários, ganham destaque os serviços de assessoramento empresarial. Pla­ne­jamento Estratégico, Plano de Ne­gócio, Finanças, Formação de Pre­ços, Marketing, Comercial, Analise de Circular de Oferta de Franquia são algumas das vertentes da consultoria.

Segundo o analista em Consul­torias Gerenciais da entidade, Victor Antônio Costa, essas ações são como um “serviço médico”. Ele ex­plica que a consultoria é um atendimento voltado para solucionar uma dor específica do empresário. “Não adianta você ir a um ortopedista para tratar do coração”, exemplifica.

No campo do planejamento, o Plano de Negócio, conforme a descrição institucional na plataforma online do Sebrae, busca auxiliar na definição de objetivos e estratégias para aumentar a produtividade da empresa. “Nós atuamos orientando nesse planejamento, por meio de várias ferramentas”, de acordo com Victor. Um desses instrumentos é o Canvas, um dos mais utilizados atualmente.

Wanderson Portugal, diretor técnico do Sebrae Goiás: “A consultoria é uma ação de intervenção específica”

O que é Canvas?

O Sebrae Canvas permite que qualquer empreendedor de­sen­volva suas ideias de negócio ou repense formas de aprimorar o modelo já existente, criando um planejamento no formato de “quadro”. A plataforma pode ser acessada por meio do site www.sebraecanvas.com

O analista salienta a importância de se desenhar estratégias antes de começar, transformar ou ampliar um empreendimento, já que nesse momento o gestor pode não ter certeza ainda do que pretende realizar. Para colaborar nesse processo, o empresário pode, então, procurar o Sebrae para projetar planos específicos. O primeiro atendimento é gratuito, mas a contratação do serviço tem um custo. Segundo Victor, no entanto, com o planejamento as chances de sucesso esticam significativamente. “É preciso pensar isso não como um gasto, mas como investimento”, afirma.

Diretor do Sebrae defende que olhar externo é fundamental para o sucesso

Uma ideia impulsiona a criação de um negócio. No início, muitos obstáculos podem aparecer pelo caminho e por isso é preciso premeditá-los para saber como lidar com esses problemas depois. Ou mesmo para evitar que eles realmente aconteçam. Nesse processo, o olhar aguçado de um especialista é essencial, como defende o diretor técnico do Sebrae Goiás, Wanderson Portugal.

Para isso, a instituição “disponibiliza um pacote de consultorias empresariais especializadas em nove áreas temáticas para dar suporte em questões específicas dos micro e pequenos negócios”, explica. São 24 consultorias de 20 horas em diversas áreas de gestão.

De acordo com diretor, “a consultoria é uma ação de intervenção específica que ocorre a partir do diagnóstico da realidade da empresa”. O analista Victor complementa, detalhando que na área de planejamento existem duas linhas de consultoria: um plano de negócio voltado para a abertura de uma nova empresa e um estratégico direcionado para o posicionamento de mercado.

“É uma interessante opção para quem quer promover a profissionalização nas temáticas trabalhadas, gerando indicadores que permitem análise para a tomada de decisão com fatos, números, processos definidos, fluxos desenhados ou melhorados, atuando também na melhoria da produtividade e consequentemente em maior competitividade”, acrescenta Wanderson.

10 passos para planejar e transformar seu empreendimento

Bruno Miranda descreve dez passos para fazer os negócios crescerem

Os pequenos negócios tomam conta do mercado brasileiro. Hoje, mais de 95% das empresas ativas no país são de micro e pequeno porte. O especialista em gestão de pequenos negócios e diretor-fundador do IBM Palestras, Bruno Miranda, lembra que a maioria das pessoas sonha em um dia trabalhar para si. “Não é de hoje que ouvimos a frase: Meu sonho e ter meu próprio negócio”, destaca.

Tendo em vista essa realidade, o palestrante separou exclusivamente para o Jornal Opção dez passos importantes para impulsionar o crescimento dos negócios por meio de um planejamento estratégico acurado. Confira o decálogo do especialista!

1. Pense grande desde pequeno
As grandes organizações só se transformaram no que são hoje por que um dia ainda quando pequenas pensaram e agiram como grandes;

2. Tenha metas claras e objetivas
Para quem não sabe aonde deseja chegar, qualquer destino serve. Sem planejamento, sua empresa vira um barco à deriva, sem rumo, sem norte e sem direcionamento. Para permanecer em um mercado cada vez mais competitivo e acirrado, é preciso participar de cursos e treinamentos, frequentar palestras e workshops e ser um eterno curioso para continuar sempre em ascensão;

3. Descubra problemas e venda soluções
Esteja sempre antenado nas mudanças e oscilações do mercado. É preciso entender os problemas de seus clientes para que possa oferecer soluções que o ajudem a resolvê-los, uma empresa só ganha dinheiro resolvendo os problemas dos outros, isso é propósito;

4. Tenha equilíbrio econômico/financeiro
Saiba exatamente quanto sua empresa fatura, quanto ela gasta e quanto pode fazer de retirada. Lembre-se de que um negócio saudável gasta menos do que fatura, gerando uma sobra que pode ser utilizada para investimento em seu crescimento ou para sanar possíveis adversidades;

5. Invista em capacitação e treinamento
Uma empresa bem treinada será sempre uma empresa atualizada. Sem preparação e sem conhecimento, fica quase impossível oferecer um serviço de qualidade;

6. Cuidado com a “zona de conforto”
O que não podemos negar é a necessidade de atualização das empresas e a carência do mercado por inovações. Eu posso ser uma empresa extremamente inovadora sem perder as características de um pequeno negócio, é o que acontece com a maioria das empresas que vem se destacando nos últimos anos, aliando tradição e modernidade;

7. Espere o melhor e prepare-se para o pior
Esperar sempre o melhor é encarar tudo com motivação e positividade, acreditando que é possível atingir os melhores resultados. Preparar-se para o pior é estar sempre alerta e entender que nem sempre as coisas acontecem da forma que imaginamos, tenha sempre um “plano B” caso ocorra uma adversidade;

8. Faça Benchmarking
Dentro de um planejamento estratégico bem elaborado não poderia faltar o benchmarking, ou seja, pesquisa de mercado. Avaliar sua atuação e de sua concorrência, seus números, novos produtos e serviços, satisfação da clientela e serviço de pós-venda;

9. Trabalhe o marketing de relacionamento
Relacionar-se bem com seus clientes ainda é a melhor estratégia a seguir para o estabelecimento de marca e reconhecimento. Criar conteúdo e disponibilizar em mídias digitais vem sendo um grande diferencial das empresas de sucesso;

10. Não espere as melhores condições para agir
Para que um planejamento seja executado com sucesso, é preciso agir rápido e consistentemente. Não espere as coisas melhorarem para tomar uma decisão, pois elas podem piorar com o tempo. Agir preventivamente é a forma mais sóbria de evitar o caos e seguir rumo a um crescimento ordenado e guiado com base em uma gestão sólida com foco em resultados.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Adalberto de Queiroz

Parabéns! pela matéria. O Sebrae é dos “S” o que melhor funciona e menos custo acarreta para o contribuinte. Respeito e sou devedor do Sebrae por tudo que fez para a minha formação e obtenção de resultados como empresário.