O Partido Renovação Democrática (PRD), embora pouco conhecido pelo eleitorado em geral, emergiu como o terceiro maior partido do Brasil em número de filiados, com 1,3 milhão de membros.

Esta nova sigla política foi estabelecida em novembro de 2023, após a autorização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a fusão do Patriota e do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). O comando do PRD foi assumido por Ovasco Resende, anteriormente integrante da cúpula do Patriota. A liderança nacional não inclui membros da família de Roberto Jefferson, figura proeminente do PTB nos últimos anos.

A fusão desses dois partidos, o PTB em crise pós-eleições, e o Patriota de representação mais modesta, resultou na formação de um partido de grande porte em termos de filiação. O PRD conseguiu superar o PSDB, posicionando-se como o terceiro maior partido do país nesse aspecto.

Os tucanos, agora, ficam logo atrás, contabilizando 1,31 milhão de filiados e procurando uma identidade para recuperar o crescimento nas eleições de 2024. Em primeiro e segundo, respectivamente, aparecem o MDB (2,05 milhões de filiados) e o PT (1,62 milhão de petistas).

A concretização da fusão foi motivada pela cláusula de barreira, uma vez que nem o PTB nem o Patriota conseguiram eleger congressistas em número suficiente para atender aos requisitos de desempenho e obter acesso ao Fundo Partidário. Com a fusão, o novo partido agora poderá acessar a verba pública, levando em consideração os votos válidos recebidos por ambas as siglas no Brasil em 2022.

Na última eleição, o PTB elegeu apenas um deputado, enquanto o Patriota conquistou quatro assentos na Câmara dos Deputados. Atualmente, a Casa conta com quatro deputados do Patriota, mas nenhum do PTB.

O PTB, que apresentou o Padre Kelmon como candidato à Presidência em 2022, enfrentou desafios e não obteve uma votação expressiva, terminando em 7º lugar com 81.129 votos. Além disso, o partido enfrentou controvérsias relacionadas a Roberto Jefferson, ex-deputado e ex-presidente da sigla, que foi preso pela Polícia Federal (PF) em outubro de 2022 após confrontos com policiais.

Com a fusão concluída, o PRD terá acesso ao Fundo Partidário, resultante da soma dos votos recebidos pelo PTB e pelo Patriota. O TSE havia bloqueado esses recursos até a confirmação da fusão, e agora o PRD está equipado com os meios financeiros para tentar aumentar o número de eleitos nas eleições de 2024.

Leia também: